Título Original: The 100 - Os Escolhidos

Série: The 100 (Livro 1)

Autor(a): Kass Morgan

Editora: Galera

Número de Páginas: 288

Ano: 2014



Milhares de anos após a guerra nuclear que, de tão nociva, impossibilitou a vida no planeta Terra, os seres humanos restantes vivem em três grandes naves espaciais: Phoenix, Walden e Arcadia, a primeira sendo a mais consolidada e influenciável de todas. Para manter a ordem em um período de tanta instabilidade, qualquer adulto que cometa um crime será imediatamente morto, porém menores de 18 anos serão presos, confinados, e julgados novamente antes de atingirem a maioridade, podendo talvez conseguir o perdão por seus delitos.

Clarke Griffins é uma das adolescentes que foram confinadas por cometer crimes contra a rígida política. Quando recebe a visita de um médico, o qual foi seu mentor no hospital há algum tempo atrás, a jovem enfermeira pensa que chegou a hora de sua morte, pois não acreditava realmente que alguém pudesse ser perdoado. Entretanto sua incredulidade só faz crescer, enquanto o doutor Lahiri lhe conta que ela é um dos 100 indivíduos escolhidos para povoar novamente a Terra.

Bellamy Blake, um guarda de Walden, é o único de todas as pessoas que possui um irmão. Como isso é uma infração ao sistema, sua irmã mais nova precisa ficar em um centro com crianças órfãs, porém sempre que pode Bellamy a ajuda, levando comida extra para ela e alguns outros itens importantes. Quando ele descobre que Octavia foi presa por ajudar a alimentar seus colegas e que é uma das jovens escolhidas para voltar à Terra, sabe que não pode deixá-la ir. Ao menos não sem a sua única família.

Wells Jaha é o filho do Chanceler de Phoenix, o mais alto cargo concedido a alguém, equivalente a todas as naves. Devido a sua condição, seria quase impossível que ele fosse confinado e mandado para a Terra junto com outros 99 delinquentes mas, assim como Bellamy, não mede esforços para proteger alguém que ama. Ele comete atos que trarão severas consequências para toda a população humana vivendo no espaço, conseguindo assim ser um dos 100 selecionados.

Glass foi confinada por infringir as regras estabelecidas pelos conselheiros e, apesar de saber que se for a Terra com todos os outros adolescentes receberá o perdão, ela precisa falar, nem que seja uma última vez, com alguém muito importante em sua vida. Apesar de já estar no meio de transporte que a levará para o planeta desconhecido e chocada com a presença de seu melhor amigo, Wells, na espaçonave, quando um jovem guarda cria uma confusão do lado de fora, ela aproveita e escapa, mesmo isso podendo significar a sua morte.





Vocês podem pensar que um livro 5 estrelas é bom do começo até o fim. Talvez isso se aplique em alguns casos, mas demorei um pouco para gostar de verdade de The 100. Estava muito tentada mesmo a dar 4 estrelas, isso porque não consegui sentir muita emoção lendo ele, apesar de ser uma obra bastante turbulenta, mas sei que o livro merece mais. Não sabemos o motivo de nenhum dos personagens para terem sido confinados, e a medida que avançamos na leitura, vamos descobrindo segredos atrás de segredos.

Os capítulos são narrados pelos protagonistas, os quais já mencionei antes, Clarke, Bellamy, Wells e Glass. Nunca gostei muito dessas alternações, mas é fácil se acostumar com essa organização em The 100, pois as divisões entre as partes não são muito grandes. Apesar de podermos conhecer apenas o ponto de vista dos personagens principais, os secundários não ficam para trás. Todos são bem desenvolvidos e tem suas próprias tramas, até mesmo mortes, dentro da história. Já estou até conjecturando que alguns não faleceram de verdade.

Outro ponto que me levou a adorar e, por outro lado, estranhar a obra, foi um triângulo amoroso subentendido onde eu simplesmente não consegui escolher um lado. Os garotos envolvidos não são totalmente estereotipados e com a descrição da autora, podemos notar o quão críveis e reais eles parecem. Consegui entender o lado de ambos, o que acabou por me deixar em um beco sem saída. Entretanto, de acordo com a série de TV, que pretendo começar a assistir o mais cedo possível, e todos Gifs do Tumblr, já imagino para quem torcerei mais daqui em diante.

Sobre a falta de emoção que falei antes, ela também pode estar ligada a eu não estar devidamente imersa no livro, mas reconheço que ele é ótimo, a história muito bem planejada e os personagens humanos, todos com suas qualidades e defeitos. Algo meio chato foi o fato de todos eles já terem tido um relacionamento anteriormente, nenhum começa a trama procurando por alguém, por exemplo. O começo é muito rápido também e a parte da viagem é tão insignificante que eles parecem ter ido fazer um passeio rotineiro.

Não faltam surpresas e descobertas em The 100 e justamente por isso, ele poderia ser um livro maior. Analisando agora, o que me incomodou mesmo foi a falta de descritivismo. As coisas vão simplesmente acontecendo, não conseguimos saber exatamente o que o personagem sente enquanto isso, o que impede o leitor de desenvolver um envolvimento maior também. Fora isso, é uma obra recomendada para qualquer um que goste de uma boa distopia e finais com gostinho de quero mais.



14 Comentários

  1. Nosssa, eu preciso urgentemente ler esse livro! Eu já o queria a um tempo, acho que desde o final do ano passado, mas sempre adiando, não sei bem por que. Daí conheci a série, amei e... Ainda não li, acredita? Vou tentar lê-lo ainda esse ano! Amei sua resenha Rê! :)
    Beijos!

    http://tordodemorango.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Midi! Haha, foi bem nessa época que comprei o meu exemplar. Ai, jura? Mas pelo que vi, as diferenças entre o livro e a série são várias ;-;
      Espero que consiga então! Muito obrigada, flor, um beijo.

      Excluir
  2. Renata querida adorei saber sua opinião sobre essa leitura. Pretendo ler, mas não aguentei de curiosidade e vi a primeira temporada da série que passou na MTV e garanti que é muito interessante, empolgante e nos faz refletir sobre vários temas. Ouvi dizer que a série é bem diferente do livro, não sei mas mesmo assim é muito boa. Veja e se puder coloque sua opinião por aqui ok!!!??? Beijos linda e parabéns pela leitura e resenha.

    P.s. Obrigada pela presença lá no blog!!!
    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Aline :)
      Pois é, outras pessoas já me disserem isso *chaham*, mas tudo bem, ainda mais pelo fato de a série ser diferente do livro em vários aspectos, como já pude conferir. Vou assistir também, assim que conseguir!
      Ah, então tudo bem, haha. Muito obrigada flor e por nada, adoro visitar o LVP!
      Beijo.

      Excluir
  3. Oi amiga,
    Já tive muita vontade de ler esse livro, mas as constantes críticas negativas me desanimaram..
    Algumas pessoas, como você, também sentiram essa falta de envolvimento pois os fatos vão simplesmente surgindo. Não gostei disso =/
    Também não sei se me acostumaria com tantos personagens narrando, mas se você disse que ficou bom acredito! A premissa do livro é muito interessante e do estilo que eu gosto, então vou deixa-lo na minha lista para quem sabe ler no futuro :)
    Beijos amiga!!

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bá! Ai que pena, poxa, isso é ruim mesmo.
      Não é legal mesmo, mas te garanto que mesmo assim a história é muito boa. Ah, ficou bem legal mesmo, em GoT também é assim.
      Com certeza amiga, espero que consiga lê-lo logo e que goste!
      Super beijo ;*

      Excluir
  4. Parabéns pela sua resenha, bem detalhada. Vi alguns episódios da série na MTV e achei legalzinho mas, não sabia que tinha um livro. Me deu vontade de lê-lo.

    http://mundolarablog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lari! Sim, ela é inspirada no livro, porque no fundo é bem diferente, rs. Faz isso sim, acho que vai adorar!

      Excluir
  5. Não sabia que existia livro sobre The 100, eu assistia a série, gostei muito, mas tive que parar pra começar outra série, que eu estava louco para assistir. O livro parece ser bastante legal, tanto quanto a série. Talvez eu pesquise um pouco sobre ele hehehe.

    Beijos *u*
    http://olivroemquehabito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, posso te garantir que, até onde assisti a série até agora (2º episódio da 1ª Temporada, rs), o livro ganha de lavada.
      Ah, é a vida ;-; espero que continue The 100 depois então, e que ela melhore. É sim, MAIS ainda que a série, shauhsauhus, pelo menos essa é a minha opinião, viu?
      Beijão!

      Excluir
  6. Oi, Rê :) Eu lembro que quando comecei esse livro também não estava muito conectada com a história, mas depois consegui me envolver tanto que cheguei ao fim ansiando pelo próximo volume, que infelizmente ainda não tinha sido lançado. Até agora não li Dia 21 porque estou lendo alguns outros da minha lista, mas planejo ler assim que eu puder.
    E você tem razão, eu assisti apenas ao primeiro episódio da série (parei porque não fui muito com a cara dele), e só nele já tinham várias coisas que vi que eram diferentes quando fui ler o livro, um tempo depois.
    Beijos, moça:)

    http://sobrecontarhistorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fê o/
      Sim, tudo o que eu preciso agora é de Dia 21! Estava disposta até mesmo a comprar em uma livraria e pagar mais caro, mas não achei. Se eu o tivesse, pararia minha leitura atual e começaria agora, só largando quando o terminasse, hahaha.
      Eu não fui NADA com a cara da série nos 2 primeiros episódios. Nada mesmo. Porém, a partir do terceiro, comecei a tomar gosto pela coisa e quero acabar a primeira temporada ainda essa semana. Juro, a série ficou muito boa! Sim, basicamente tudo é diferente, produtores sempre destruirão nossos sonhos.
      Beijocas!

      Excluir
  7. Acompanho a série por isso pretendo ler o livro, ao ler sua resenha já reparei mudanças, tem protagonista que simplesmente foi excluido da série e tem personagem que morre no inicio.

    www.eucurtoliteratura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Tai, as coisas nos livros são BEM diferentes... tem que lembrar que eles são os originais, hahaha.

      Excluir

Comentem, vou adorar saber o que acham do post e do blog! Sugestões são sempre bem-vindas, assim como você c: