Título Original: Desafios do Amor

Autor(a): Thaís Silveira Venzel


Editora: Virtual Books


Número de Páginas: 136


Ano: 2013





Anne é uma garota estudiosa, quieta, porém se dá bem com seus colegas, especialmente sua melhor amiga Vick e Rafael. Também ótima filha e uma amiga leal, ela tem uma vida confortável, não lhe falta nada e é agradecida por isso. Sua família é muito unida, daquelas que gostam de fazer refeições à mesa e não tem segredos entre si. Elizabeth, sua mãe, é a típica dona de casa de classe média e seu pai, Rodrigo um advogado bem sucedido, mas mesmo assim eles são simples, não ostentam grandes luxos. 

A única que destoa um pouco desse padrão certinho é Júlia, a irmã mais velha de Anne, que tem 20 anos e nenhuma pretensão de arrumar um emprego. Entretanto o que falta de vontade para trabalhar, sobra em tempo para sair. Assim como Vick, Júlia adora ir ao parque encontrar com seus amigos. Um deles é Caio, que chama a atenção de Anne quando eles se encontram brevemente, em uma sessão de filmes na casa de amigos.

Vick não cansa de dizer para Anne que um dia ela deveria ir ao parque junto com sua irmã, para conhecer melhor Caio, que se diz interessado nela, e também se divertir um pouco. De tanta insistência acaba aceitando e quando chega logo vê que as coisas não são bem como pensava, pois apesar de beberem, não usam drogas e são pessoas muito legais. Caio é muito gentil, eles conversam bastante, trocam o número de celular e quando a garota decide ir embora, se oferece para acompanhá-la. Quando chegam na casa dela ele a beija, e Anne consegue admitir para si mesma que está apaixonada por ele.

A vida dela agora, está melhor do que nunca. Continua sendo a primeira da sala, se encontrando com Vick na escola e Caio nos fins de semana, no parque. Mas, um dia quando volta da escola encontra sua mãe em prantos no sofá. Como não sabe o que poderia ter acontecido para ela ficar nesse estado, faz o possível para consolá-la e então conseguir uma reposta. Quando se recupera, Elizabeth lhe conta que está com câncer de mama, mas pede sigilo absoluto, apenas seu pai e sua irmã também sabem.

Logo que sua mãe vai para o quarto, descansar, Anne se desespera e chora pelo restante do dia. Quando desce para o café, percebe que o mesmo aconteceu com sua irmã. Mais tarde, como sempre foram muito unidos, Elizabeth pede que as filhas a acompanhem até o médico na manhã seguinte, porém o estado de saúde não é dos melhores. E é depois desse acontecimento, com algumas implicações, que as coisas começam a mudar de verdade. 

Adorei esse livro. E sim tenho minhas razões, mais especificamente duas. 1ª: é dramático. A protagonista tem longas cenas de choro e sofre bastante. Acho que essa é uma das sensações mais fáceis de serem transmitidas para o leitor, eu particularmente adoro. 2ª: é um clichê. Você sabe o que acontece, quem é mocinho e vilão, até como vai acabar. É uma leitura mais leve, então podemos ler sem preocupação e as vezes é muito bom ter um lugar-comum para o qual fugir, papel que o clichê acaba cumprindo.

Tenho que ser sincera, se eu morasse na mesma cidade que a Thaís, ou vice-versa, depois de ler esse livro ficaria com medo de estar sendo seguida. Isso porque a Anne, é muito parecida comigo gente, pelo menos na "primeira parte" do livro. Até temos a mesma opinião sobre algumas coisas! O Caio não é o bad boy que parece no início, quando ainda não estamos muito familiarizadas com os personagens. E isso é demais, praticamente inovador; ele é demais!

Algo que eu adorei ver nessa obra, foi o fato de todos nela terem um motivo para agir de tal jeito, nada é sem razão. Você nem consegue ter raiva dos personagens desagradáveis direito, pois eles também tem uma história, um passado que acabou por os tornar quem são hoje. Logo que percebemos isso no livro, conseguimos entender que é do mesmo modo com as pessoas ao nosso redor, assim como nós mesmos. Sei que é muito difícil não julgar as pessoas de cara, mas agora vou pensar duas vezes antes de fazer isso.

É uma escrita simples, adolescente, ótima para relaxar e rapidinha de ser lida. Ou fui eu que devorei o livro, haha. Em suma, indico principalmente para quem gosta de drama, romance e um bom clichê. Fala sério, tem combinação mais fofa que essa? Eu, como não choro muito fácil, fiquei apenas com os olhos marejados, do contrário certamente precisaria de lencinhos. 

20 Comentários

  1. Adorei o resumo! Fiquei bastante interessada! Adoro esses livros que já da para imaginar o final, hehehe
    Beijoos
    blogyasminblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Yas, fico muito feliz ^.^
      Haha, daí não nos preocupamos tanto, né?!
      Beijos!

      Excluir
  2. Gostei muito da resenha do livro, não é muito meu gênero mas vai pra lista da minha irmã.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Bruno ^.^
      Hahaha, tomara que ela goste então!

      Excluir
  3. Que liiiindo! Muito obrigada pela resenha viu!
    Eu não canso de agradeçer.hahaha
    Foi um prazer fechar parceria com você!
    Bjoss

    http://fotografiaeleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own Tatah <3
      Por nada, e eu que te agradeço viu?! Quando temos bons escritores brasileiros, ainda não muito conhecidos, o mínimo a fazer é divulgá-los, hsushushsu.
      Beijão!

      Excluir
  4. Você realmente deve ler bastante Renata, pois sua escrita é muito boa! Gosto de pessoas que se preocupam com isso, ainda mais quem tem blog! Quanto ao livro não sei se me agradaria, já tenho 28 anos e pelo que vi é mais adolescente mesmo. Mas siga deixando dicas, é sempre bom! Um beijoo!

    >>> www.espelhodeafrodite.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lisa, que coisa linda de se ler (acabei agora com toda a sua opinião sobre minha escrita, shsuhsush). Sério, eu me esforço muito para escrever um texto legal e é ótimo ter isso reconhecido, muito obrigada!
      Ah, que pena quanto a isso, mas quem sabe, né?! Pode deixar, haha! Beijos flor ;3

      Excluir
  5. parece ser muito legal o livro vou procurar
    seguindo e curtindo vc
    retribua se puder espero vc lá no meu blog
    http://www.modanamao.com.br/
    b eijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michele, pode procurar o livro sim, ele é muito legal!
      Obrigada flor, vou passar lá (:
      Beijo.

      Excluir
  6. Nossa adorei a resenha, bem explicativa, acho vou procurar o livro, foi a primeira resenha que li do blog e gostei da forma que você escreve, obrigada por comentar o livro, por favor continuando postando mais dicas, será muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey que bom! Ah, eu faço meu melhor, haha, por isso as vezes não posto tão frequentemente... pode deixar, viu, vou postar sempre que puder! Obrigada <3

      Excluir
  7. Nunca li esse livro, ficou muito boa sua resenha dele.
    Beijos

    www.universodasmulheres.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas se ler, não vai se arrepender ^.^
      Obrigada, que om que gostou! Beijo!

      Excluir
  8. Oi Re,
    Eu, ao contrário de você, choro fácil rs. Adoro o bom e velho clichê que sempre me faz viajar, suspirar, rir e chorar. Neste caso, acho que eu choraria sim, histórias que abordam problemas familiares mexem demais comigo e lendo sua resenha pude sentir como deve ser sido para uma jovem com uma vida "perfeita" receber a notícia que tem o poder de abalar tudo em nossa vida.
    Adorei a resenha!!
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Bárbara!
      Pois é... eu sempre me emociono bastante, mas não é tão fácil deixar as lágrimas rolarem, haha. Sim! É, quando parei para pensar, acho que agiria muito parecido com a Anne se fosse eu no lugar dela.
      Que bom linda! Beijão ;*

      Excluir
  9. Ótima resenha, Renatinha! ♥
    Apesar de não ser exatamente o tipo de leitura que ando procurando (NÃO ANDO PROCURANDO LEITURA NENHUMA! SOCORRO! PRECISO LER, PRECISO LER, PRECISO LER. MEUS BEBÊS ESTÃO GRITANDO POR MIM), você conseguiu me deixar interessada :3
    Tá, eu admito, foi pelo Caio - que por algum motivo me pareceu ser muito, muito maneiro - talvez porque ele seja.

    Beeeeeeeeijos!

    Maah
    http://betterstayinside.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own Mazinha, obrigada <3
      Ai meus deuses, eu ouço seus livros chamando mamãe daqui, vai lá dar uma atençãozinha ;-;
      Que bom! Acho que ele é. Maneiro. Fofo. Maneirofo. Aw. Beijão!

      Excluir

Comentem, vou adorar saber o que acham do post e do blog! Sugestões são sempre bem-vindas, assim como você c: