Título Original: We Were Liars

Autor(a): E. Lockhart


Editora: Seguinte


Número de Páginas: 272


Ano: 2014







Na abastada família Sinclair, ninguém é viciado. Ninguém erra. Ninguém aceita não como resposta. E com certeza ninguém é fracassado. Em meio a casas chiques, universidades caras e objetos em demasia, os sempre alvos e loiros membros dessa linhagem também possuem o luxo de passar as férias em uma ilha particular, Beechwood, pertencente ao avô de Cadence.


Desde que se conhece por gente, a garota passa os verões naquela ilha com seus primos, Mirren e Johnny. Porém no verão dos 8, como ela chama, este último convida Gat, seu melhor amigo. Ele é o único que não é da família e para desgosto não-verbalizado dos outros Sinclair, têm ascendência indiana. Entretanto, os quatro se dão muito bem e se autodenominam os mentirosos.


Agora Cady já tem 17 anos e sofre de enxaquecas terríveis, devido a um acidente que ocorreu no verão dos 15, em Beechwood, dois anos atrás. Ela não se lembra de muita coisa, apenas tem esparsas memórias de sua amiga com um galão de combustível, vários risos, seu primo correndo e então de acordar na praia, com frio e debilitada.


Por não conseguir lembrar o que aconteceu, apesar de sua mãe ter lhe contado quase todos os dias após o acidente, é mandada para passar o verão dos 16 na Europa, com seu pai. Ela se sente infeliz e não muito bem, sempre tentando se comunicar com seus amigos da ilha. Cadence tanto faz que, com incentivo médico para ajudar na recuperação da memória, convence sua mãe a voltarem para Beechwood, no então verão dos 17


Logo na chegada ela encontra seus tão queridos amigos, que estão igualmente radiantes em vê-la. Ficam juntos como não se vissem há séculos, ao invés de dois anos. A medida que Cady se envolve novamente com Gat, o verão passa e como seus parentes não podem contar nada a ela sobre o acidente, a garota pega trechos de conversa aqui e ali e começa a lembrar de cada vez mais coisas. Porém ficará ela feliz, ao descobrir o que na verdade aconteceu?


Muito bem, vou começar logo essa resenha com uma reclamação, mas não é de Mentirosos em si, e sim da minha hiper criativa mente de leitora voraz. Eu estava com mais de 1/3 do livro lido, quando comecei a pensar o que poderia ter realmente acontecido no bendito verão dos 15, porque as vezes eu não tenho muita paciência com mistérios e saio lendo desembestada, para saber da verdade. Ia ser legal se numa das minhas 3 ou 4 teorias, eu não tivesse acertado a charada, porém já podem notar que foi exatamente isso que aconteceu. Ou seja, a obra para mim, perdeu toda a graça no final.


Achei Cadence bem perturbada e apesar de ser ela quem narra a história, para mim o foco ficou na família Sinclair. São três irmãs, com todos os seus filhos, que brigam sem cessar pela herança em dinheiro e tudo ligado à ela, casas, objetos e mais, já que a mãe delas, que geralmente apartava essas discussões, morreu. Também podemos ver o romance entre Cady e Gat e apesar da garota falar que ama ele muito, não deu para sentir esse amor, sabe. 

A narrativa de Lockhart se mostrou meio estranha, pois como a autora quer mostrar o que se passa na mente da personagem principal, ela exagera um pouco no drama e na confusão. Porém não é ruim, apenas passa um pouco rápido demais e parece que você está perdendo alguma coisa. Ah, não entendi o motivo de o grupo se chamar mentirosos, pois eles absolutamente não saem por aí enganando todo mundo.


Então, foi um livro interessante, mas com nada demasiadamente extraordinário. Agora, não sei se sou eu, que não acha mais nada ótimo ou se a qualidade dos autores é que está decaindo. Espero ser eu o problema dessa vez, haha, porque senão, nós leitores iremos começar a enlouquecer querendo sempre obras melhores e só encontrando chinfrins.

Nota: 

12 Comentários

  1. Oii Renata,tudo bem? olha eu aqui de novo haha (:,então vamos falar do post,falando a verdade ,no começo a história me interessou um pouco por causa do mistério em torno e tal,mas depois da resenha,achei que não seria uma boa pra mim,eu realmente gosto de livros que prendem mesmo a minha atenção e achei que talvez esse poderia ser cansativo e bem sem sentido,e até enrolar demais,como você eu quero saber logo a verdade,sou muito ansiosa,não sei,sou bem exigente :P e puxa deve ser bem dificil fazer uma resenha nunca tentei (:
    Bjoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isa, tudo sim flor!
      To vendo, que bom que voltou, haha! Claro, sim, quando eu ainda não havia lido o livro isso me chamou a atenção, até incluí ele num post há algum tempo e não é que a "resolução" seja ruim, mas não gostei de adivinhar.
      É, Mentirosos me prendeu mais para descobrir o que aconteceria mesmo, o resto não é tão interessante, mas não te aconselho a não ler, leia sim e veja o que acha!
      Haha, somos duas né?! Ah, é meio cansativo às vezes, mas se encontramos pessoas para falar sobre, vale a pena :D
      Beijoca!

      Excluir
  2. Oi, Renata! Considere-se muito inteligente por ter conseguido desvendar o final, pois a maioria das pessoas diz que ficou chocada, que foi um final inesperado, arrasador e tals.
    Uma pena que não tenha sido explicado o por que do grupo ser chamado de Mentirosos.
    Ótima resenha! Bjs <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dil o/
      Haha, bem que eu adoraria ter ficada também! Mas se eu não tivesse acertado, seria mesmo. Pois é, o livro menciona muito eles e tal, pensei que talvez pudesse ser algo relacionado à edição em inglês, talvez tenha outro significado.
      Muito obrigada, que bom que gostou! Beijão!

      Excluir
  3. Olá Re,
    Acabou que eu não publiquei a resenha no meu blog como você havia pedido...me desculpe. Mas fiquei meio frustrada com esse livro e, simplesmente, não conseguia escrever nada sobre ele.
    Agora já passou rsrs

    Bem, também tive o mesmo problema que você: desvendei o mistério antes da hora e fiquei tão decepcionada que perdi a vontade de ler. Achei a escrita da autora confusa, a personagem principal não me cativou e seus sentimentos por Gat não convenceu mesmo.
    Foi uma pena, pois minhas expectativas estavam muito altas.

    Em relação ao nome, Mentirosos, acho que se deve ao fato das mães fazem os filhos mentirem para o avô para mostrar ser merecedor da herança. Lembra da disputa entre as irmãs pelo dinheiro? Quem mentia eram as crianças.. Acho que é isso.

    Vamos torcer para que o problema seja conosco rsrs.
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Babi, tudo bem sua querida! Acabei eu mesma resenhando, haha. Ah, eu não me frustei, mas não era tudo aquilo que eu esperava para o deuso John Green recomendar.
      Bem, eu tinha a impressão de que talvez não fosse aquilo sabe, mas acabou assim, enfim. Confusa, né, porém não ruim, E sim, até novela mexicana convence mais, hehe.
      Hmmm, pode ser! Eu pensei que tivesse algum outro significado em inglês, que fizesse mais sentido, mas agora que tu falou... provável.
      Certamente, rs, beijos :3

      Excluir
  4. Oi Renata!
    Eu já vi muitas pessoas falando desse livro e estava curiosa para saber mais sobre ele. A sua resenha ficou muito bem escrita (você usa palavras legais, sabe). Dá para sentir que você passou bastante tempo elaborando a escrita e acho isso fantástico em uma blogueira.
    Enfim, gostaria de ti dizer que ti indiquei para uma TAG: http://leitoresforever.blogspot.com.br/2015/01/tag-jantar-literario.html

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris!
      Pois é, e imagina eu, que estava curiosa para ler o livro antes mesmo de chegar aqui no Brasil. Um pouco decepcionante.
      Ai que coisa mais incrível de se ouvir Cris, sério estou muito feliz em ouvir (ler, rs) isso! Obrigada <3 ;u;
      Vou responder assim que puder, obrigada pela indicação e por se lembrar de mim aqui, haha.
      Beijão!

      Excluir
  5. Oi, Renata!

    Ao contrário de você, eu não desvendei o mistério haha Sou MUITO ruim nessas coisas, geralmente as minhas teorias se mostram infundadas e não consigo descobrir nada, termino me frustrando, mas gostei muito do livro. Também, outra coisa, achei a narrativa da Lockhart fantástica, adorei o modo como ela escreveu a história da Cadence. Só no final que tive que lidar com meus sentimentos, não sabia o que fazer. haha Beijos!

    Letícia Valle
    http://litteraturamundi.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leti!
      Sinceramente? Sorte a sua, haha. As vezes acho que é melhor assim, mas tem outras quando você desvenda e fica "uau, não acredito, como eu sou boa!", hehe. Pois é, eu já estava preparada para aquilo de alguma forma, então não foi algo super chocante.
      Beijos ;*

      Excluir
  6. Oi Renata! :) Bom...quando comecei a ler o resumo do livro achei bem interessante, mas quando li a sua resenha me desanimei um pouco, não estou dizendo que achei sua resenha ruim, sua resenha foi boa rsrs só queria saber se vale a pena ler este livro, pois parece ser bom, mas ao mesmo tempo me parece ser uma leitura cansativa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiê Jennifer!
      Pois é, creio que durante a leitura isso aconteça um pouco mesmo, o desânimo. Haha, que bom que gostou dela! Olha, não é um livro muito cansativo, mas te sugiro que leia sim e tire suas próprias conclusões :)

      Excluir

Comentem, vou adorar saber o que acham do post e do blog! Sugestões são sempre bem-vindas, assim como você c: