Livro: Convergente

Série: Divergente (Livro 3)

Autor(a): Veronica Roth

Editora: Rocco

Número de Páginas: 528

Ano: 2014



Sinopse: A sociedade baseada em facções que Tris Prior uma vez acreditou foi destruída – fraturada pela violência e corrupção do poder, marcados pela perda e traição. Assim quando lhe é oferecida a chance de explorar o mundo além dos limites que ela conhece, Tris está pronta. Talvez, além da cerca, ela e Tobias encontrem uma nova vida juntos, livres de mentiras, traições e memórias dolorosas.
Mas a nova realidade de Tris é ainda mais alarmante do que a outra que deixou para trás. Antigas descobertas se tornam rapidamente sem sentido. Novas verdades explosivas mudam os corações de quem ela ama. E mais uma vez, Tris deve lutar para compreender a complexidade da natureza humana – e de si própria – enquanto encara escolhas impossíveis sobre coragem, lealdade, sacrifícios e amor.

O que eu achei do livro: não queria me estender muito nessa postagem, mas é realmente difícil falar desse livro para mim, mesmo que a ressaca literária já tenha passado. Eu li a série toda em 6 dias e simplesmente me apaixonei. A Veronica é uma escritora maravilhosa e cruel. Vocês irão amá-la e odiá-la, guardem minhas palavras.
A Tris continua corajosa como sempre, menos inconsequente e ainda mais admirável/corajosa. Já o Tobias, parece não se dar mais o devido valor, ele se sente um pouco rebaixado, entenderão o porque se lerem. Chega até a fazer uma coisa muito errada, embora eu entenda o porque de ele ter feito isso e acaba machucando seriamente um personagem super querido. Sobre o romance deles, bem, sou uma grande shipper de Tobeatrice, embora pareça as vezes que eles só precisem um do outro por não terem mais ninguém. Já cheguei a duvidar do amor existente entre os dois, não sei se vocês me entendem, mas apesar de dizerem que se amavam, eu não sentia toda aquela paixão, sabe? Porém as ações deles dizem exatamente o contrário, então confio nelas.
Mal posso pensar em falar do final, não tirem conclusões precipitadas ou criem expectativas. A verdade é que a autora vai arrancar seu coração do peito e partir em pedaçinhos na sua frente. Eu, ligada a história como estava, chorei bastante, ainda não me conformei e acho que nenhum leitor aceitará muito bem.
Convergente foi um livro de muitas emoções, tanto boas quanto ruins e grandes descobertas, por exemplo, o que de "tão perigoso" existia fora da cerca e o que na verdade são as pessoas chamadas de divergentes. Eu, desde o meio para o fim de "Divergente", já tinha começado a formar minha teoria e posso (orgulhosamente, haha) dizer que ela estava em grande parte certa. Vocês que ainda não leram, já tem sua crença sobre o que existe do lado de fora de Chicago?
Não se esqueçam, sejam corajosos. Sempre.

Nota: 

12 Comentários

  1. Ótima resenha! Seu blog é sempre ótimo!
    Amo esse livro! *-*
    Beijos.

    http://livroseserendipidades.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, que é isso, são seus olhos, hsuhsushs. Obrigada!
      Apesar do final, tem como não amar?
      Beijo :*

      Excluir
  2. aaah, concordo com tudo que você falou.. chorei a tarde toda quando terminei de ler o livro, e isso nunca tinha me acontecido antes... ótima resenha, parabéns, e amei seu blog... bjos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veronica nos desestabiliza que é uma beleza, hushsuhshs.
      Aw, muito obrigada!
      Beijo ;3

      Excluir
  3. Adorei a sua resenha! Já li a série, e estou inconformada com o final ate agora...bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, obrigada ^^
      Apesar de ter achado coerente, também estou... bem me diga que fã de Divergente não está, afinal?!
      Beijo!

      Excluir
  4. Oi Re!
    Essa é uma das minhas trilogias favoritas, mas tenho que confessar que não gostei muito de Convergente. Achei o livro mais parado e a autora se enrolou no desfecho. Tirando isso, eu gostei da explicação que ela deu para a existência das facções e de saber o que tinha do outro lado da cerca!
    Chorei muito também, mas sou uma completa chorona em final de séries rs
    Beijos

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Bárbara!
      É uma das minhas também, tem como não gostar? É, pensando por esse lado foi um pouco parado com relação a Divergente/Insurgente, mas teve muita coisa (? Sou complicada mesmo, parado não parado, um pouco dos dois, hsushsushsush)
      Eu tinha minha teoria para isso, imaginava algo meio assim, já.
      Meh, toca aqui, vamos fazer um clube o/
      Beijo :*

      Excluir
  5. ainda não li, mas estou aqui babando com tua resenha!
    Tipo: vc leu tudo em 6 dias? Oi? o.O
    Deve ser fantástico mesmo!

    http://poesianaalmaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então leia! Hshsuhsushs, muito obrigada!
      Sim, sério, foi muita emoção só pra 6 dias... claro e deixei de fazer algumas coisinhas, rs.
      É totalmente ótimo, embora "heartbreaking".

      Excluir
  6. Oi, Renata. Li toda a série em 3 dias, entendo seu estado de espírito após ler Convergente, foi literalmente uma pontada no coração. Apesar de ter sido um final necessário, já que a Tris ainda estava em busca das razões que justificassem seus ideais, foi muito triste. Parabéns pela sua resenha, eu adorei. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, me passou, hahaha! Meh, não foi uma pontada, sinceramente foi um belo de um buraco A-A
      Eu também achei, apesar de imaginar quão felizes eles poderiam ter sido...
      Que bom, obrigada!

      Excluir

Comentem, vou adorar saber o que acham do post e do blog! Sugestões são sempre bem-vindas, assim como você c: