Bom dia queridos e queridas!
Essa é uma coluna que eu não atualizo faz um bom tempo e decidi mostrar algumas de minhas novas aquisições (leia-se: ir na livraria, não comprar livro nenhum e pedir marcador mesmo assim) no quesito marcadores.
Tenho uma amiga que fica louca, porque como não quero estragar eles, fico sem usar e estou sempre com um pedaço de papel ou um marcador já esfarrapado no livro, quando ela mesma me deu alguns, haha. Mas, worry no more, agora comprei um marcador de elástico, com uma mãozinha para apontar onde parei (e muito fofo por sinal), que vou tentar usar sempre. Desde que não amasse o livro, claro.


 Esses são os que eu mendiguei na livraria. 
-Oi moça, será que tu me consegue uns marcadores, por favor?
-Claro!
A atendente, solícita, não deixaria de dar algo tão banal para uma provável cliente. Ela então pega três marcadores de uma pequena pilha e me entrega, mas eu vejo um diferente, que estava embaixo dos outros.
-Ah, será que tu me consegue esse de "A Menina que Roubava Livros" também?
-Aham!
Quando ela me entrega o quarto marcador eu já estava pronta para sair de perto do balcão, mas então vejo ele, o marcador de "A Estrela que Nunca vai se Apagar", agora o primeiro da pilha. Abusando da sorte e da minha eventual cara de pau, peço:
-E só mais aquele ali, da Esther?
-...
Quando ela me entrega o quinto marcador agradeço e sorrio, saindo do caixa muito satisfeita comigo mesma e minha aquisição daquele dia.
Aprendam comigo babes, hehehe.

 Esses foram um pouco daqui, um pouco dali. O de como "Treinar o seu Dragão", foi o Rennan Hiago que mandou, junto com Zandrora. Adorei!



















O de mãozinha, que comprei pela internet. Eu adorei, só não gosto muito mesmo do fato que esses de silicone geralmente dobram as folhas/livro, porém são bem úteis.

São esses marcadores que tenho para mostrar por enquanto, mas espero conseguir mais em minhas próximas visitas a livrarias (aceito doações. De livros também, viu?). Alguém aí coleciona marcadores ou tem só pois gosta mesmo e, por ventura, poder combinar com os livros, como eu, haha? 
Por hoje é só, pessoal!

Oi leitores, tudo bem?
Primeiramente, me desculpem pela baixa frequência de postagens, sabem como é final de trimestre, provas para todo o lado. 
Bom, então como eu gostei bastante de fazer a primeira Playlist Literária, apesar de ser um pouco difícil/trabalhoso achar músicas que combinem, resolvi repetir a dose hoje. O livro vai ser Dezesseis Luas, que eu gostei muito mesmo, embora os outros livros da série infelizmente não tenham sido tão bons quanto esse primeiro (exceto o último, vai). 
Novamente, eu procurei músicas que tivessem sentido, ou ao menos que "combinassem" com a história. Espero que quem goste de ler ouvindo música, ou apenas ouvir a música ou só ler mesmo, rs, aproveite.


Sinopse: Quando Lena chegou a Gatlin, eu só tinha certeza de uma coisa: ela não se parecia com ninguém que o pessoal daqui já vira. E as diferenças não estavam apenas na aparência.
Eu tinha certeza que já havíamos nos encontrado antes, talvez nos sonhos. É, sei que parece idiota, mas eu vinha sonhando com alguém há tempos, alguém que eu não conhecia, alguém que, no sonho, precisava ser salva, ou tipo isso. 
Antes de Lena eu estava contando os meses para deixar Gatlin, mas agora era diferente: havia Lena. E havia algo entre nós, uma atração que eu não conseguia explicar. Eu precisava conhecê-la melhor e entender o que eu estava sentindo. Mas, para me aproximar, teria que enfrentar o tio com fama de louco dela; Amma, nossa governanta supersticiosa, que tinha praticamente me criado; meu pai, que desde a morte de minha mãe só ficava trancado no escritório “trabalhando”; meus amigos e inimigos, as garotas populares da escola... E ainda havia o segredo, um tipo de segredo que não ficaria oculto por muito tempo em um lugar como Gatlin, um tipo de segredo que pode mudar tudo a sua volta...


Olha, não vou mentir pra vocês, foi bem difícil fazer essa seleção aqui, realmente espero que gostem! Ah, e se quiserem saber mais especificamente qual música fecha com que parte do livro, dar uma sugestão, coisas assim, é só deixar um comentário ali em baixo.
*Aparata*

Olá, olá, minha gente!
Eu estava pensando em fazer uma Playlist hoje, mas não ia dar tempo para eu procurar todas as músicas, então resolvi fazer um Top. Recentemente eu achei um site em inglês, com um post falando sobre livros para os adolescentes e eu gostei muito, até porque já tinha posto alguns deles como "vou ler" no skoob. O problema é que, apesar de eu saber falar inglês, não gosto de ler nessa língua, acho que se perde muita coisa, sabe, você não aproveita a leitura como faria com um livro traduzido.
Não pus continuações de séries, porque espero que mais dia menos dia elas sejam traduzidas, por favor editoras NÃO abandonem séries. Também procurei por notícias deles no google, para ter certeza de que por enquanto eles não sairão por aqui, embora alguns já estejam em processo/negociação para uma tradução.
Então, esse é o meu tema de hoje, cinco livros (devem ser mais, na verdade, rs), que eu gostaria de ver traduzidos para a nossa língua. Alguma comunidade de tradução se habilita? Hehehe. Ah, vou escrever o título como eu acho que seria em português, uma tradução livre, Ok?

Kiss & Blog (Beijar e Bloggar/Postar) - Alyson Noël
Um YA típico americano. São duas melhores amigas Winter e Sloane. A última entra no grupo das populares, deixando a outra sozinha. Esta por sua vez, cria um blog para contar todos os segredos da ex-melhor amiga.
Pode ser clichê e apesar da Alyson ter me decepcionado um pouco com "Fingindo ter 19 Anos", parece legal. Não tem previsibilidade de tradução.


We Were Liars (Nós Mentimos/Fomos Liars) - E. Lockhart
Cadence é uma garota rica, que tem um grupo de amigos chamado "Liars". Ela passa as férias de verão na ilha de seu avô, mas quando tem 15 anos, sofre um acidente e então não se lembra de nada. Quando já tem 17 anos, começa a se questionar o que realmente aconteceu.
Bem, li algumas resenhas e só posso dizer graças aos deuses esse livro vai ser traduzido logo, porque tem uma premissa muito boa.


She is not Invisible (Ela não é Invisível) - Marcus Sedgwick
O pai de Laureth é um escritor, atualmente obcecado em escrever um livro sobre "coincidências". Ele some e Laureth não consegue tirar da cabeça que tem alguma coisa errada. Decide então roubar o cartão de crédito da mãe e ir atrás dele, junto com seu irmão mais novo. Mas tem um detalhe: ela é cega. Precisa falar mais alguma coisa? Sim. Também está em processo de tradução!




The List (A Lista) - Shioban Vivian
Todo ano em uma escola, é divulgada por alguém uma lista, com o nome da garota mais bonita e a mais feia de cada sala. O livro é narrado por 8 dessas garotas, que já foram tanto as mais bonitas como as mais feias. O livro é da linda Shioban, já nos dando uma ideia do que podemos esperar. Não tem previsibilidade de tradução.




Great (Grande/Ótima) - Sara Benincasa
Naomi não gosta de passar o verão com sua mãe, uma socialite, e esse ano não é diferente. Ela não faz parte do grupo de adolescentes que sempre veranearam juntos, mas se sente cativada por seu vizinho, Jacinta. Porém Jacinta esconde um enorme segredo. É como se fosse uma releitura de "O Grande Gatsby", e posso dizer que os dois chamaram minha atenção. Eu recomendaria ler primeiro o Gatsby, para entender melhor. Não tem previsibilidade de tradução.


A fim de vocês poderem se situar melhor, pus o link da página do livro no skoob em cada foto, é só clicar que será redirecionado para lá, alguns tem até resenha.
O que acharam? Quem aí queria muito ver outro livro traduzido? Eu fiquei realmente muito curiosa sobre todos e essas capas lindas então?
Abração!

Boa tarde gente! Todo mundo bem (atarefado ;p)?
Resolvi perder um pouco a vergonha e mostrar para vocês minha estante, já que durante as férias me sobrou um tempo e eu reorganizei ela todinha. Também comprei aparadores de livros, com imãs de borboletas, que achei uma graça! Talvez não dê para ver eles direito nas fotos, então se quiserem, tiro outras dando um zoom neles e mostro para vocês.

 Aqui é como a estante estava desde (quase) sempre.

 A Bagunça que ficou quando tirei todos os livros! Na verdade, adorei essa parte, haha.



















E por fim, a estante reorganizada. Se olharem bem dá para ver as asas das borboletas-imãs.

Bom, essa é a minha estante! Ah, os livros que estão deitados são da biblioteca e os três ao lado desses da minha amiga, hehehe, já ajo como se fossem meus. E aí, gostaram? Agora que olhei as fotos de novamente pensei, "meus deuses, vou ter que organizar de novo, não quero mais assim", rs. Dilemas de um leitor.
Beijos C:


Título Original: The red Pyramid

Série: As Crônicas dos Kane (Livro 1)

Autor(a): Rick Riordan


Editora: Intrínseca


Número de Páginas: 448


Ano: 2010




Bom dia! Como vão vocês? Eu tô gripada, mas ok. Prontos para a resenha?

Carter Kane é um garoto de 14 anos, filho de Julius Kane, um famoso egiptólogo. Ele viaja com o pai pelo mundo, assistindo suas palestras ou ajudando a buscar e traduzir artefatos antigos. Tem uma irmã dois anos mais nova, Sadie, mas eles só se encontram uma vez por ano, no Natal. Ela mora com os avós maternos em Londres e estes não gostam de seu pai, acusando-o de ter causado a morte de sua esposa, 6 anos antes.

Quando os irmãos Kane se encontram novamente, seu pai os leva ao British Museum que está fechado pois é feriado, mas como ele é uma figura relativamente importante, um amigo o deixa entrar. Julius quer ver a Pedra de Roseta e não para de dizer que vai "consertar as coisas". 

Carter e Sadie não entendem o que seu pai está fazendo, mas após a explosão da Pedra é revelado a eles o tamanho da encrenca. O pai deles havia libertado 5 deuses egípcios, não apenas Osíris, o Deus da Morte, como planejava inicialmente, mas também seus 4 irmãos: Ísis, Hórus, Néftis e Set. O último é o Deus do Mal e do Caos, que sequestra Julius.

Totalmente atordoados depois da explosão, voltam para a casa de seus avós. Após um longo interrogatório da polícia, um homem bate a porta e diz que precisa levá-los, do contrário estarão em perigo. Com relutância, os idosos concordam e os irmãos Kane ficam mais confusos ainda. Logo lhes é revelado que o "estranho", não é tão estranho assim, e sim, seu tio Amós, de quem não tiveram notícias desde o último aniversário deles juntos.

Ele explica o ocorrido e para a incredulidade de Carter e Sadie, diz que os deuses egípcios são reais. Não bastasse isso, conta ainda que eles estão hospedando dois deles, Hórus e Ísis respectivamente, mesmo isso sendo perigoso. Então, vão com ele para o Brooklyn, onde tem lugar o Vigésimo Primeiro Nomo, uma mansão de 5 andares escondida por magia, em cima de um velho galpão. O nomo é uma parte da Casa da Vida, lugar onde os descendentes de faraós aprendem magia e outras artes.

É lá que os irmãos Kane começam a controlar seus poderes e descobrem precisar salvar seu pai de Set e impedir o Deus de destruir o Mundo, além de não serem mortos pela Casa da Vida, pois a instituição considera "ilegal" ser hospedeiro de divindades. 

Para isso eles contam com a ajuda de Bastet, a deusa gata, que se passava pelo animal de estimação de Sadie, Muffin, e Zia Rashid, uma aprendiz da Casa da Vida por quem Carter irá se apaixonar.

Ufff, gente não consigo mais falar escrever pouco, rs. Bem, então eu quero primeiramente dizer que eu adoro o Rick, ele é um cara muito maravilhoso e espero que ele não pare de escrever nunca. Graças a ele eu sei muito sobre mitologia grega, romana e egípcia (a hindu foi a Colleen, outra escritora maravilhosa, que me ensinou). Quem dera ele fosse meu professor.

A série leva a mesma fórmula de Percy Jackson e Os Heróis do Olimpo: mitologia+salvar alguém/o mundo+romance+humor. Ou seja, livro padrão "qualquer um adora". Os irmãos Carter são diferentes um do outro e quase não tem laços afetivos, mas eles vão construindo isso durante toda a trilogia, embora eu ache que eles deveriam ser mais "parceiros".

A Bastet é basicamente a deusa mais fofa barra incrível que existe, chama os Kane de filhotes/gatinhos e luta muito bem. Também nesse livro, conhecemos outro Deus incrível(mente lindo, hahaha) Anúbis. Sim, ele e a Sadie vão ter um affair, mas leiam a série inteira para ver no que isso vai dar.

Os capítulos são alternados entre os dois irmãos, por isso a série é recomendável para absolutamente qualquer um, caso alguma menina não goste de ler livros narrados por meninos ou vice-versa. Rick pensa em todos. Outro fato interessante é que praticamente todos os lugares do livro e vários artefatos realmente existem, como o autor diz na sinopse. Por exemplo, eu não estava conseguindo imaginar um lugar onde os Kane estavam, então pesquisei no google maps e tchãram! Dei uma passeada por lá.

Agora que já li e amei toda a trilogia, pretendo ler o Guia de Sobrevivência e os outros extras, como "O Filho de Sobek" e "O Cajado de Serápis" (que os autores nunca abandonem suas séries, amém). Sem falar que mal posso esperar pelo crossover de PJ e CK sair, com a Annabeth e a Sadie.

Quem já leu a série? Quem quer ler? Quem ama os Kane? Quem ama o Rick (todos levantam a mão)? Hehehe, beijo de longe para não pegarem resfriado.

Nota:     

Já não bastasse ter minha coluna esporádica de frases, fui indicada pela Nath Prado, do Livros Infinitos, para responder a uma Tag sobre citações de livros. É muito quote gente, haha! Mas enfim, adorei, é um questionário bem rapidinho, podem conferir minhas respostas:

1. Você tem o costume de marcar passagens que gosta do livro que está lendo?
Não pessoal, não marco, coitado do livro, rs! Acho que fica feio, apesar de ser um jeito fácil de procurar suas citações preferidas. Minha amiga fez isso com o livro dela e quase enlouqueci, hahaha.

2. Você tem o hábito de rever suas citações preferidas?

Eu queria e até deveria, mas não. Geralmente quando quero rever alguma, jogo o nome do livro no google e procuro a frase. Meu problema é que acabo esquecendo de várias, ou mudando um pouco a ordem.

3. Você compartilha com seus amigos, sua família, seu namorado(a), afins?

Raramente eu comento alguma coisa com minhas amigas, mas não é como se eu decorasse todas para contar, só se eu gosto muito e acho que tem um significado especial. A que eu mais falei esse ano foi "eu sou Divergente, e não posso ser controlada", hahaha!

4. Quais são as suas 5 quotes/citações preferidas?

Pergunta difícil... mas vamos lá! Vou tentar escolher algumas significativas para mim.

  • "O amor não é uma consequência. O amor não é uma escolha. O amor é uma sede... uma necessidade tão vital à alma quanto a água é para o corpo." - A Viagem do Tigre


  • "Sinto uma pequena e estranha dor ao pensar sobre isso, bem no centro do peito. É difícil abrir mão de certas coisas." - Convergente


  • "Tempos difíceis estão por vir, Harry. E, em breve teremos que escolher entre o que é certo e o que é fácil." - Harry Potter e o Cálice de Fogo


  • "Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações." - A Culpa é das Estrelas


  • Apenas seja feliz, e, se você não conseguir ficar feliz, faça coisas que o deixem feliz. Ou fique sem fazer nada com as pessoas que o fazem feliz.” - A Estrela que Nunca vai se Apagar

Vou indicar a Gabi e a Lu do Heartbreaker Girls, mas quem mais quiser responder, fique a vontade! Podem deixar o link aí embaixo se quiserem (:
Por hoje é isso pessoal, espero que tenham gostado e se identificado! Super abraços \O/

Boa tarde leitores!
Hoje o post vai ser pequeno, mas, ah, eu adorei! Recebi o "Zandrora: A Floresta da Ilusão" pelo Rennan, o autor, no início da semana passada e queria compartilhar com vocês.
Além de achar que foi um livro bem inusitado, tem uma capa minimalista e bonita, chama a atenção. Podem ler minha resenha aqui e comprá-lo nesse link.




Simplesmente adorei o livro e o autógrafo (mais um pra minha coleção, haha!). 
Beijo, beijo.

Hey! E aí?
Vai ser a primeira vez que vou fazer um post como o de hoje, sobre os livros que eu desejo no momento! Eles normalmente não são muitos, pois eu consigo a maioria na biblioteca mesmo, hehe, embora eu nunca perca uma boa promoção. 
Bom, essa lista mistura alguns desejados do skoob, com outros que resolvi simplesmente querer. Porque livros nunca são demais, não é? Mesmo que você não tenha lido metade da sua estante.




 1. A Promessa do Tigre, Colleen Houck  
 2. Estilhaça-me, Tahereh Mafi 
 3. Liberta-me, Tahereh Mafi 
 4. Incendeia-me, Tahereh Mafi 
 5. Four: a Divergent Collection, Veronica Roth
 6. O Códex dos Caçadores de Sombras, Cassandra Clare
 7. De Repente, Ana, Marina Carvalho
 8. Isla and the Happily Ever After, Stephanie Perkins

Bônus:

 9. Termine Este Livro, Keri Smith

Eles estão mais ou menos organizados conforme o meu nível de necessidade deles. É, dependo desses livros, haha, preciso tê-los na minha estante. O Four e o Isla, estou esperando para sair a tradução ainda, devem ser ótimos! Tomara que alguma editora compre logo os direitos/publique aqui no Brasil!
O que acharam dos meus escolhidos? Alguém quer me dar um de presente, rs? E que livros vocês desejam mais do que tudo agora?
Mega-beijos e um bom fim de semana (eu vou ter um ótimo, já que poderei dormir até tarde, hehe) :3 

Oi todo mundo! Como vão vocês?
Bom, o booktrailer desse mês não será apenas do livro, mas também do filme, pois sim, mais uma adaptação, maravilhosa por sinal, está para chegar aos cinemas! 
A primeira vez que ouvi falar de "Se eu Ficar" foi na minha última ida ao cinema, para assistir ACEDE. Nem bem tinha visto o trailer, quando começou a tocar Say Something, uma música muito linda (e que me faz chorar) de "A Great big World" com a Christina Aguilera. Prestem atenção nela no vídeo, dá no mínimo um pequeno nó na garganta.

             

Retomando, só uma dica: o Pentatonix fez uma versão "remix" ainda mais linda dessa música, deem uma checada também!
Bom, além da premissa incrível e de uma trilha sonora fantástica, o filme conta com uma atriz que eu adoro de paixão: Chloe Moretz. Receita perfeita para um ótimo filme, certo? Bem, agora entendem porque estou tão ansiosa. 
Parece que esse livro, além de nos levar as lágrimas, como é quase inevitável, vai ter continuação. Não sei o que esperar dela, mas por enquanto vou ficar na expectativa só com esse primeiro título mesmo, pois infelizmente acho que essa continuação foi escrita por causa do sucesso que teve o primeiro livro e geralmente elas são meio enroladas e não muito boas.
O que acharam? Quem aí vai ler/assistir Se eu Ficar? Eu mal posso esperar!

Oi meu povo!
O LC fechou parceria com mais um blog, dessa vez o HeartBreaker Girls, da Luiza, que falou comigo, e da Gabi!

Sobre a Luiza: Meu nome é Luiza Maia, sou estudante e moro no estado do RJ. Sou carioca da gema, mas apenas nasci lá, desde bebê eu moro do outro lado da ponte Rio-Niterói. Eu já tive vários blogs simplesmente pra me distrair quando eu era mais nova, mas como eu não bastava de uma criança um pouco ingênua, eles nunca foram pra frente. Mas essa paixão por blogs continuou comigo, e a pouco tempo eu voltei a acompanhar alguns e tive a vontade de ter um e compartilhá-lo com a minha melhor amiga: a Gabrielle, mais conhecida como Gabi haha. Eu amo ler, escrever, fotografar, ouvir e fazer música, filmes e séries, meus ídolos e atuar :) São várias coisas, e todas ligadas a arte, coisas sensíveis como fotografar e escrever! Também curto bastante moda e provavelmente falarei sobre isso e looks especiais (quem sabe até mesmo umas customizações...) E eu espero mostrar tudo isso aos poucos aqui no blog.

Sobre a Gabrielle:  Meu nome é Gabrielle Dias, nasci em Volta Redonda, mas eu vim muito pequena aqui pra Niterói,sou estudante e ainda não pensei no que quero ser no futuro. Depois de muitos anos tentando ter um blog, surgiu a ideia de Luiza e eu nos unirmos e fazermos esse blog juntas. A nossa amizade começou e está firme até hoje, nós temos muitas paixões em comum, com personalidades totalmente diferentes, por isso demos tão certo . Essa garota me coloca pra cima num instante quando estou triste, me irrita tão facilmente e por essa e outras razões, ela é minha melhor amiga. Eu amo ler, escrever, posar pras minhas duas amigas que querem ser fotógrafas, ouvir música, ver séries, atuar e inventar moda.

Olha se elas não são umas fofas? 
O blog em si é muito lindo e fala de livros, moda e filmes/séries... tudo que eu amo! Não sei se a Gabi também é fanática por Londres, mas sei que a Luiza é doidinha por quele lugar, por isso o lay delas tem tudo a ver com a cidade, cheio de ônibus de 2 andares, chá e por aí vai! Que bom gosto, rs. Mas como não amar Londres, não é?

Confiram lá o cantinho delas, daí me contem o que acharam!
Beijão ;3

Livro: Convergente

Série: Divergente (Livro 3)

Autor(a): Veronica Roth

Editora: Rocco

Número de Páginas: 528

Ano: 2014



Sinopse: A sociedade baseada em facções que Tris Prior uma vez acreditou foi destruída – fraturada pela violência e corrupção do poder, marcados pela perda e traição. Assim quando lhe é oferecida a chance de explorar o mundo além dos limites que ela conhece, Tris está pronta. Talvez, além da cerca, ela e Tobias encontrem uma nova vida juntos, livres de mentiras, traições e memórias dolorosas.
Mas a nova realidade de Tris é ainda mais alarmante do que a outra que deixou para trás. Antigas descobertas se tornam rapidamente sem sentido. Novas verdades explosivas mudam os corações de quem ela ama. E mais uma vez, Tris deve lutar para compreender a complexidade da natureza humana – e de si própria – enquanto encara escolhas impossíveis sobre coragem, lealdade, sacrifícios e amor.

O que eu achei do livro: não queria me estender muito nessa postagem, mas é realmente difícil falar desse livro para mim, mesmo que a ressaca literária já tenha passado. Eu li a série toda em 6 dias e simplesmente me apaixonei. A Veronica é uma escritora maravilhosa e cruel. Vocês irão amá-la e odiá-la, guardem minhas palavras.
A Tris continua corajosa como sempre, menos inconsequente e ainda mais admirável/corajosa. Já o Tobias, parece não se dar mais o devido valor, ele se sente um pouco rebaixado, entenderão o porque se lerem. Chega até a fazer uma coisa muito errada, embora eu entenda o porque de ele ter feito isso e acaba machucando seriamente um personagem super querido. Sobre o romance deles, bem, sou uma grande shipper de Tobeatrice, embora pareça as vezes que eles só precisem um do outro por não terem mais ninguém. Já cheguei a duvidar do amor existente entre os dois, não sei se vocês me entendem, mas apesar de dizerem que se amavam, eu não sentia toda aquela paixão, sabe? Porém as ações deles dizem exatamente o contrário, então confio nelas.
Mal posso pensar em falar do final, não tirem conclusões precipitadas ou criem expectativas. A verdade é que a autora vai arrancar seu coração do peito e partir em pedaçinhos na sua frente. Eu, ligada a história como estava, chorei bastante, ainda não me conformei e acho que nenhum leitor aceitará muito bem.
Convergente foi um livro de muitas emoções, tanto boas quanto ruins e grandes descobertas, por exemplo, o que de "tão perigoso" existia fora da cerca e o que na verdade são as pessoas chamadas de divergentes. Eu, desde o meio para o fim de "Divergente", já tinha começado a formar minha teoria e posso (orgulhosamente, haha) dizer que ela estava em grande parte certa. Vocês que ainda não leram, já tem sua crença sobre o que existe do lado de fora de Chicago?
Não se esqueçam, sejam corajosos. Sempre.

Nota: