Livro: Extraordinário


Autor(a): R.J. Palacio


Editora: Intrínseca


Número de Páginas: 320


Ano: 2013





Bom dia! Dormiram todos bem? Hoje vou resenhar um livro que superou qualquer expectativa que eu não tinha criado!


August Pullman, ou Auggie, é um garoto normal. Quero dizer, ele gosta de jogar videogames, ler quadrinhos e outras coisas que todo menino da 5ª série adora, embora exteriormente não seja tão igual assim.

Auggie nasceu com uma deformidade facial, uma doença genética aparentemente sem explicação, pois tanto sua irmã Vee, quanto seus pais são absolutamente "normais". Ele queria poder viver uma vida comum, mas desde pequeno pôde perceber que aquela seria uma tarefa bem complicada, quando outras crianças se assustavam ao ver seu rosto. Por isso e outros motivos relacionados à doença, como sua saúde frágil, August estudou em casa até os 10 anos.

Tudo muda um dia, quando sua mãe sugere que ele vá a escola. Seus pais haviam discutido muito sobre o assunto e decidiram que deviam dar a ele uma escolha, se gostaria ou não de estudar no colégio de seu bairro.

August acaba aceitando, apesar de saber as implicações que isso traria. Primeiramente, foi conhecer a escola ainda na época de férias, onde o diretor foi muito amigável e 3 alunos foram chamados para apresentaram-no o colégio. Dentre eles, Henry é o único que, mais tarde, se torna realmente seu amigo.

Logo no primeiro dia de aula, todos comentam sobre sua deformidade e nem os professores conseguem deixar isso passar despercebido. Mas, apesar de todas as confusões, é na escola que Auggie ganha amigos verdadeiros e ensina a todos uma grande lição.

Pessoal, quando peguei o livro na biblioteca eu estava procurando uma distração, além de claro, ele ser muito recomendado por aí e eu indubitavelmente estar com vontade de lê-lo. Só não esperava que fosse tão incrível. Ele e todas as lições que passa são lindos!

O August é um garoto que, provavelmente, se algum de nós visse na rua viraria a cara, ou não conseguiria deixar de olhar escancaradamente. Mas no livro, temos o ponto de vista dele sobre esse tipo de coisa e apenas conseguimos pensar, "nossa ele é um garoto muito legal, não deveríamos julgá-lo pela aparência". Infelizmente, é o que mais fazemos.

Vee, sua irmã, sempre defendeu-o de todas as crianças mal-educadas e grosseiras e por isso ela merece um destaque. Nunca reclamou de nada, sempre amou e se preocupou muito com o Auggie. Durante o livro ela muda um pouco, se torna mais egoísta, porém se arrepende depois. Pontos para a Vee!

O livro é dividido em capítulos, que são narrados por vários personagens distintos. Então, podemos entender o que eles pensam e sentem, como é a vida deles e sua relação com Auggie, isso ajuda bastante na compreensão da história.

Não sei se seria um exagero dizer, mas "Extraordinário" mudou minha visão para com essas pessoas. Bem, ao menos tanto quanto poderia. Recomendo esse livro para qualquer um, e, ah, diferente de outras obras com o tema "bullying e afins", essa tem um final feliz. É realmente muito bom e deveria ser aplaudido de pé, rs!

Desculpem a demora em postar, já era para ter sido ontem. Espero que tenham gostado! Beijão ;3

Nota: 

8 Comentários

  1. Oi Re! Sempre vejo comentários positivos sobre esse livro, mas ainda não tive a oportunidade de ler. Espero poder ler em breve, pois me interessei pelo tema de doença genética que tem tudo a ver com minha área na faculdade!
    Beijos

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiê!
      Quando tiver a oportunidade então, não deixe de ler, viu, é realmente "extraordinário", haha! Jura? Facul de que você está fazendo?
      Beijo :*

      Excluir
  2. Uma coisa é olhar para uma pessoa e tirar conclusões, julgamentos etc outra bem diferente é estar na pele dela e saber como se sente. Adoro livros que mostram essa perspectiva...

    O nosso corpo é a nossa montra portanto é susceptível diversas opniões. É errado julgar as pessoas pela a aparência, é facto, mas é hipocrisia pura uma pessoa que diz que não o faz.

    Gostei da resenha. Achei o livro bem interessante, vou ver se acho aqui em Portugal bjo :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, você não tem noção de como o August vê e entende as coisas, ele é tipo, muito inteligente para um garoto da idade dele e muito cativante!
      Pois e, é totalmente difícil não julgar uma pessoa pela aparência, porque é basicamente o que somos ensinados a fazer...
      Obrigada :D Claro, é muito bom, dá uma procurada sim, deve ter por aí, não se arrependerá!
      Beijão ;3

      Excluir
  3. Eu li esse livro e concordo com você, esse livro me fez refletir bastante em como julgamos as pessoas. Adorei as citações no final, bastante inspirador! Recomendo!! Adorei tambem sua resenha, bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Totalmente, né Manoela? Sim, foram incríveis principalmente a de ser aplaudido de pé, aquela foi sem igual, amei. Sim, super recomendo também, haha!
      Muito obrigada, beijo :*

      Excluir
  4. Adorei a sua resenha! concordo plenamente com você, também me fez refletir sobre vários aspectos da vida. Esse livro é simplesmente extraordinário! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Luz :D
      Haha, com certeza, falou e disse!

      Excluir

Comentem, vou adorar saber o que acham do post e do blog! Sugestões são sempre bem-vindas, assim como você c: