Bom dia! Tudo certo?
Resolvi postar uma coisa um pouco diferente hoje, mas acho que vai agradar qualquer um vendo o post, como me encantou: um DIY (faça você mesmo) de marcador de páginas, com palitos de picolé! Pois que leitor não precisa de marcadores de páginas frequentemente?
Estava procurando por alguma ideia nova e interessante, já que com esse clima de férias resolvi fazer umas coisinhas eu mesma para decorar meu quarto, e acabei achando o dito marcador, super fofo, nesse link.

Você vai precisar de:
  • 1 Palito de picolé (de preferência um pouco mais largo que o normal);
  • Canetinhas permanentes;
  • Fitas coloridas;
  • Criatividade :);
Primeiro desenhe o rosto no seu palito de picolé. Pode ser uma pessoa, um bichinho o que você preferir. Em seguida, o artista usou fita adesiva colorida para fazer a "roupa" do marcador, mas caso você não queira investir nisso, também dá para desenhar com canetinha e então finalizar com as pernas e outros detalhes. Está pronto o marcador de páginas, original, barato e lindinho!
Eu ainda não fiz o meu, por falta de palitos haha, mas prometo que atualizo o post e conto como ficou. 
O que acharam? Quem aí vai tentar? o/


Título Original: An Abundance of Katherines

Autor(a): John Green

Editora: Intrínseca

Número de Páginas: 304

Ano: 2013



Boa tarde, meu povo! Prontos para mais uma resenha de um livro do João Verde John Green?

Colin é um nerd amante de anagramas, que sonha em ter seu momento eureca, e também é um prodígio, embora preferisse ser um gênio (porque sim, há diferença. Um prodígio tem a habilidade de aprender coisas rapidamente e é muito inteligente, quando um gênio pode também inventar coisas revolucionárias com essas capacidades). E poder descobrir, porque sua namorada, Katherine 19ª, mais conhecida como K-19, terminou com ele.

Pois é, Colin só namora garotas chamadas K-a-t-h-e-r-i-n-e, sem tirar ou por nenhuma letra. Ao todo, já saiu com 19 delas, mas nenhuma deixou de dar um belo pé na bunda dele, K-19 terminando a relação logo após suas formaturas do ensino médio. Ele estava bem para baixo, até que seu melhor amigo, Hassan, sugere que eles façam uma viagem de carro, visto que essa é a resposta para quaisquer problemas adolescentes. Sem nada melhor em vista, Colin resolve aceitar.

Com um pouco de relutância dos pais de ambos, os amigos embarcam em uma viagem sem destino, com o carro de Colin como transporte, este tentando se distrair do último fora e Hassan querendo enrolar mais um ano até fazer faculdade. Eles passam a primeira noite no rabecão e já decidem que precisam encontrar um lugar para ficar. É quando Colin vê uma placa indicando o túmulo de um de seus ídolos e depois de certa insistência por sua parte, vão visitá-lo.

O túmulo fica na pequena cidade de Gutshot, onde param numa loja de conveniência para fazer o tour. Sua guia é Lindsey, uma garota da mesma idade deles, que logo percebe o grande nível de inteligência de Colin. 

Porém, quando eles estão voltando da visitação, o garoto cai e bate a cabeça em uma pedra. Lindsey, que é uma enfermeira em treinamento vai correndo para a loja buscar um curativo, mas subitamente Colin tem um momento eureca. Se tudo pode ser explicado matematicamente, porque ele não pode prever como um relacionamento acabará? E é assim que tem início o que ele chama de "Teorema Katherine".   

Enquanto eu lia esse livro a única coisa que pensei foi: eu devo ser uma fugging de uma nerd! Porque eu ri tanto, sério, fazia tempo que eu não me divertia desse jeito com um livro. Eram 11h da noite e estava lá a Renata, dando altas gargalhadas. O John... não por ser modinha ou algo assim, mas com certeza ele é um dos meus escritores favoritos!

Bom, o Colin é um daqueles garotos que precisam ter certeza absoluta do amor da namorada, então pergunta se ela o ama, tipo, 10 vezes por dia, mas mesmo assim consegue ser muito charmoso e até engraçado (algumas pessoas definiram ele como depressivo, embora eu não tenha visto muito disso)Sem contar como ele é inteligente e adora ler... êpa, quero um Colin na minha vida, hahaha!

Me chamou a atenção que, durante o livro o autor usa muitas notas de rodapé, que servem tanto para explicar algo quanto para darmos mais risadas. Ah e vejam bem, tem uma quantidade considerável de matemática na obra, e apesar de eu não ser uma grande fã da matéria, ela ainda consegue ser ótima. Só o John para conseguir uma coisa dessas mesmo, hahaha.

Um beijo e um queijo, ou qualquer outro laticínio que vocês prefiram ;3

Nota: 

Hey, como estão todos?
Hoje vou postar mais algumas frases de livros, mas eu dei um upgrade nelas em relação a anterior, haha.






As fotos em si não são minhas, peguei do Tumblr, mas quem "quoteou" elas fui eu. Então, podem usar e usem sim, mas deem o devido crédito, por favor!
O que acharam? Se ficaram feias/esquisitas, minhas sinceras desculpas, eu queria tentar uma coisa diferente e legal para vocês, porém não tive muito tempo. Prometo que melhoro da próxima vez.
Super abraço \o/

Fala galera!
Ontem eu estava radiante (trocadilho infame, me desculpem), pois chegou o meu box, lindo e de quebra muito barato, da saga Crepúsculo. Eu nunca li essa série, apesar do grande sucesso dos filmes e até tinha um pouco de receio/preconceito, por tudo o que falam. Mas então veio a promoção e meu sangue de leitora compulsiva não deixou passar em branco.
O que isso tem a ver com a postagem de hoje? Tudo, afinal vou falar de 3 séries que tratem do tema vampiros, os "monstros" mais antigos e também queridos da literatura. Eles já foram descritos de inúmeras formas, seus poderes e fraquezas sempre variando. A única coisa imutável mesmo, é sua insaciável sede por sangue.


Academia de Vampiros - Richelle Mead
Essa é uma saga incrível e apaixonante, que vai mudar o seu conceito sobre vampiros. A personagem principal, Rose não é uma vampira, mas sua melhor amiga Lissa é. Além de, ao menos para mim, conter um dos personagens principais mais desejáveis de toda a história da literatura: Dimitri Belikov (olha o nome maravilhoso gente). O filme, apesar de um pouco infiel, é bem legal e acabamos nos acostumamos com o "perfil" do Dimka, hahahaha.



Diários do Vampiro - L.J. Smith
Ainda não li essa saga, apesar de toda a algazarra que fazem em torno da série de TV baseada nela. Fui dar uma pesquisada no skoob e parece que os 2 primeiros livros têm uma grande cota de leitores, mas então fui olhar o terceiro e bum: apenas 200/300 leram. Acredito que deve ser muito boa, quero ler apesar de ter ficado chocada com quantas pessoas "desistiram". E claro, depois olhar todas as temporadas de TVD.


Blue Bloods - Melissa de La Cruz
Essa série eu já estava namorando ano passado, na minha antiga escola. Sim, era basicamente por causa da capa, então tenho vergonha em admitir que mal li a sinopse e então não sabia que se tratava de vampiros. Mas enfim, o google serve pra que, né? passado é passado. Ela tem 7 livros publicados lá fora e se eu estou certa, por enquanto apenas 4 foram traduzidos. Todavia, não li coisas muito satisfatórias sobre ela, mas quando tiver a oportunidade lerei e digo minha opinião para vocês.



Quais são suas séries preferidas sobre vampiros? Ou vocês não gostam deles, preferem outro ser sobrenatural, haha?!
Mordida *suave* no pescoço 'W'

Olá amantes de livros assíduos! Como estão neste ~tão feliz~ período sem aulas?
Estava pensando o que podia trazer de novo para o blog e achei que já estava na hora de você conhecerem um pouco da minha estante! Vou fazer publicações esporádicas e com temas diferentes, sempre tentando mostrar diversos livros meus para vocês (tipo uma mãe orgulhosa, haha). 
Resolvi começar então, essa série de postagens com os livros que tem uma das minhas cores preferidas: rosa!




Resumem-se a esses 6, mas vai dizer que não são lindos?! Então, gostaram de ver mais dos meus bebês? E quais os livros rosa que vocês possuem?
Hahaha, beijos com sabor morango!


Livro: Extraordinário


Autor(a): R.J. Palacio


Editora: Intrínseca


Número de Páginas: 320


Ano: 2013





Bom dia! Dormiram todos bem? Hoje vou resenhar um livro que superou qualquer expectativa que eu não tinha criado!


August Pullman, ou Auggie, é um garoto normal. Quero dizer, ele gosta de jogar videogames, ler quadrinhos e outras coisas que todo menino da 5ª série adora, embora exteriormente não seja tão igual assim.

Auggie nasceu com uma deformidade facial, uma doença genética aparentemente sem explicação, pois tanto sua irmã Vee, quanto seus pais são absolutamente "normais". Ele queria poder viver uma vida comum, mas desde pequeno pôde perceber que aquela seria uma tarefa bem complicada, quando outras crianças se assustavam ao ver seu rosto. Por isso e outros motivos relacionados à doença, como sua saúde frágil, August estudou em casa até os 10 anos.

Tudo muda um dia, quando sua mãe sugere que ele vá a escola. Seus pais haviam discutido muito sobre o assunto e decidiram que deviam dar a ele uma escolha, se gostaria ou não de estudar no colégio de seu bairro.

August acaba aceitando, apesar de saber as implicações que isso traria. Primeiramente, foi conhecer a escola ainda na época de férias, onde o diretor foi muito amigável e 3 alunos foram chamados para apresentaram-no o colégio. Dentre eles, Henry é o único que, mais tarde, se torna realmente seu amigo.

Logo no primeiro dia de aula, todos comentam sobre sua deformidade e nem os professores conseguem deixar isso passar despercebido. Mas, apesar de todas as confusões, é na escola que Auggie ganha amigos verdadeiros e ensina a todos uma grande lição.

Pessoal, quando peguei o livro na biblioteca eu estava procurando uma distração, além de claro, ele ser muito recomendado por aí e eu indubitavelmente estar com vontade de lê-lo. Só não esperava que fosse tão incrível. Ele e todas as lições que passa são lindos!

O August é um garoto que, provavelmente, se algum de nós visse na rua viraria a cara, ou não conseguiria deixar de olhar escancaradamente. Mas no livro, temos o ponto de vista dele sobre esse tipo de coisa e apenas conseguimos pensar, "nossa ele é um garoto muito legal, não deveríamos julgá-lo pela aparência". Infelizmente, é o que mais fazemos.

Vee, sua irmã, sempre defendeu-o de todas as crianças mal-educadas e grosseiras e por isso ela merece um destaque. Nunca reclamou de nada, sempre amou e se preocupou muito com o Auggie. Durante o livro ela muda um pouco, se torna mais egoísta, porém se arrepende depois. Pontos para a Vee!

O livro é dividido em capítulos, que são narrados por vários personagens distintos. Então, podemos entender o que eles pensam e sentem, como é a vida deles e sua relação com Auggie, isso ajuda bastante na compreensão da história.

Não sei se seria um exagero dizer, mas "Extraordinário" mudou minha visão para com essas pessoas. Bem, ao menos tanto quanto poderia. Recomendo esse livro para qualquer um, e, ah, diferente de outras obras com o tema "bullying e afins", essa tem um final feliz. É realmente muito bom e deveria ser aplaudido de pé, rs!

Desculpem a demora em postar, já era para ter sido ontem. Espero que tenham gostado! Beijão ;3

Nota: 

Bom dia docinhos! Hoje, ao menos, é um ótimo dia para mim, pois estou *rufem os tambores* oficialmente de férias! Agora, com ainda mais tempo livre, pensei em trazer uma coisa nova para vocês, a Playlist Literária! É o seguinte: vou escolher um livro, não sei se falarei sobre ele, e então fazer uma seleção de músicas que eu acho terem a ver com a história.
O engraçado é que eu não gosto de nenhum tipo de barulho enquanto estou lendo, mas provavelmente alguns de vocês devem gostar de ouvir um som. Também acho que será muito divertido escolher músicas para "combinarem" com os livros! E claro, assim falo um pouco de música, outra coisa que eu amo!
Prontos? Então aqui vai a primeira playlist, para o livro "Lola e o Garoto da Casa ao Lado", da incrível Stephanie Perkins:



Sinopse: A designer-revelação Lola Nolan não acredita em moda… ela acredita em trajes. Quanto mais expressiva for a roupa — mais brilhante, mais divertida, mais selvagem — melhor. Mas apesar de o estilo de Lola ser ultrajante, ela é uma filha e amiga dedicada com grandes planos para o futuro. E tudo está muito perfeito (até mesmo com seu namorado roqueiro gostoso) até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem ao seu bairro. Quando Cricket — um inventor habilidoso — sai da sombra de sua irmã gêmea e volta para a vida de Lola, ela finalmente precisa conciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da porta ao lado.





Gente, essa foi minha primeira playlist, mas tô bem orgulhosa dela, haha! Acho que quem já leu a história consegue entender o significado de cada música, mas se você pretende ler e quiser saber o significado de alguma delas para a história, é só falar comigo!
Beijão e comentem, espero que tenham gostado, tanto da ideia, quanto da escolha das músicas!

Hey minha gente! Vim hoje encantadoramente anunciar uma parceria com a autora Thais Lopes! 

Sobre a autora:  Meu nome é Thais Lopes, mineira de 24 anos. Cresci entre livros e histórias fantásticas. Desde criança tomei gosto por criar histórias, e este é um vício que nunca me abandonou. Uma coisa que nunca falta na minha bolsa/mochila? Papel e caneta. Sempre. Outra constante é a música. Sabe aquela pessoa louca no ponto de ônibus cantarolando como se não tivesse ninguém por perto? Oi, muito prazer. O resultado disso tudo é algo que costumo chamar de um pequeno problema de excesso de criatividade. Tenho mais personagens e histórias na cabeça do que acho que vou conseguir passar para o papel, e mundos (e seres) fantásticos.

Tive que parar aqui, só para esse pequeno surto: ela não é uma graça? Olha esse cabelo e a coroa de flores que amor! Agora, por favor, finjam que nada aconteceu. Então continuando...


Sobre O Ciclo da Morte: Um anúncio de aluguel faz com que Lucio, um vampiro caçado pelo primogênito de sua raça, conheça Kelene. Mas ela não é apenas uma jovem humana, da mesma forma que Lucio não é um vampiro qualquer. 
O que Kelene não imaginava era que Lucio estivesse ligado a uma figura de seu passado, e que uma armadilha antiga estivesse de volta. 
O que Lucio não esperava era que Kelene fosse a arma que precisavam para destruí-lo, ele que estava além da própria Morte. 
Quando a verdade começa a vir à tona, não há como fugir. As respostas estão no passado, entre as memórias proibidas de Lucio e os segredos que transformaram Kelene no que ela é. Mas o que alguém pode fazer quando a própria Morte está ameaçada?

Eu adorei essa capa, ainda mais a premissa, tipo "morte ameaçada? Oi? Que pessoa original, deve ser um livro incrível!" e fiquei muito feliz por ela ter topado a parceria! Ah, olhem o booktrailer do livro aí, caso vocês não tenham se cansado da quantidade enorme de 2 vídeos que eu posto por mês, hahaha!


         

"O Ciclo da Morte" deve ser originalmente uma trilogia, com alguns contos extras e já tem uma prequela, chamada "A Revelação", que tem uma capa (ainda) mais linda, deem uma olhada lá no skoobAh, a Thais acabou de me avisar que ele está, pasmem, de graça, essa semana na Amazon (da licença, vou lá pegar o meu)!
O Ciclo por enquanto não está a venda, mas logo que sair, posto o link pra vocês! E lembrando: quando eu ler sairá resenha *Uhul*! Comentem aí suas primeiras impressões do livro! Beijos :3

Alô leitores! Todo mundo bem acordado nesse sábado?
Hoje, depois de muito tempo, eu irei novamente fazer uma Tag! Eu não queria ter demorado tanto para responder à uma de novo, mas sempre tem post atrás de post e eu sou uma pessoa atarefada, haha, então acaba não sobrando espaço.
Mas, hoje isso irá mudar. Vi uma tag chamada "Redes Sociais", no Vida de Leitor e pensei: essa é uma que eu preciso  responder, depois de todas essas semanas postando outras coisas! Nela, preciso relacionar livros com várias redes sociais distintas. Aqui vai:

T w i t t e r 
Um livro que você quer compartilhar com todo mundo

Sei que poderia estar indicando qualquer outro livro aqui, mas tive um feeling de que precisava ser esse. Quando eu li, me apaixonei instantaneamente, embora ainda não tenha lido o 2º e 3º da trilogia. Talvez precise reler, mas enfim ele é incrível e amo a Tahereh.

F a c e b o o k 
Um livro do qual você gostou muito e que foi recomendado por outra pessoa

Esse daqui foi uma indicação da minha professora de português, para uma prova do livro. Ele é ótimo, mas muito, insanamente triste. Khaled tem coração? Eu realmente não sei, mas quer partir os nossos.

T u m b l r
Um livro que você leu antes de criar o seu blog e do qual ainda não fez post

Eu amei muito esse livro, mas nem sequer mencionei ele em postagem alguma, como já fiz com outros. Não pretendo resenhar pois faz um bom tempo que eu li, mas bem, agora acabei de falar sobre ele, não é? Super indico!

M y s p a c e
Um livro que você não tem a intenção de reler

Eu li esse livro com expectativas, e elas não foram exatamente poucas. Sempre amei o "Peter Pan" original, mas não vale a pena ler essa continuação, escrita para angariar fundos. Claro, o objetivo é legal, mas o livro nem tanto.

I n s t a g r a m
Um livro com uma capa bonita, ou um livro "fotogênico"

Ainda não li essa série, mas ela tem umas capas maravilhosas. E metálicas. Claro, muitos outros livros se encaixariam nesse tópico também, mas gosto principalmente de falar sobre os que eu ainda não mencionei aqui no blog.

Y o u t u b e
Um livro do qual você gostaria de ver uma adaptação para o cinema

Acho que eu daria meu rim para ver esse livro, ou melhor, essa série com uma BOA adaptação para os cinemas. Li os quatro livros em algum verão e adorei apesar dos "finais" incertos. Peraí... acabei de pesquisar no google e parece que "Feios" está realmente em processo de adaptação para os cinemas. Retiro o que eu disse, não vou dar rim nenhum. Apesar de estar mega-feliz!

S k y p e 
Um livro com personagens com os quais você gostaria de conversar

O que eu não daria para ter uma boa conversa com Robert Langdon, professor de história e simbologia de Harvard, solucionador de crimes nas horas vagas? Dan Brown é provavelmente meu ídolo.

E aqui termina a Tag (aaahh). Vou indicar a Mah do Better Stay Inside, mas qualquer um que quiser sinta-se a vontade para responder!
Gostaram? E que livros vocês indicariam para cada tópico gente? 
Abraços de urso \_O_/

Boa tarde galera! Tudo bem? Como vocês provavelmente já devem saber, sempre ando à cata de booktrailers novos e legais e hoje tinha vários no canal da Novo Conceito. Não era minha intenção postar o vídeo vocês logo verão, mas como comprei o livro em junho e ainda não li, achei que ia ser uma prévia boa, além de né, se tratar de Índia e Inglaterra, dois países que eu tenho em alta consideração, haha.

         

Tá bem, eu tenho de admitir que parece mais uma propaganda do que um vídeo em si, mas ah, aquela música de fundo era contagiante e o livro tem uma premissa muito grande!
Nunca li nada da Lucinda, mas ela deve ser uma escritora fantástica, não duvido. E aí vocês gostaram? Já leram esse ou algum outro livro dela? Não deixem de me contar ;D


Livro: Princesa Adormecida


Autor(a): Paula Pimenta


Editora: Galera Record


Número de Páginas: 192


Ano: 2014





Hey pessoinhas! Meus dias continuam atarefados, mas ah, isso não irá me impedir de resenhar para vocês, pois adoro dar minha opinião escrever e quando comentam dizendo o que acharam! Bem a resenha será do novíssimo livro da "PP," haha, Princesa Adormecida.


Era uma vez uma moça, que tinha uma amiga. Essa amiga tinha um amigo, o apresentou para a moça e os dois se apaixonaram. Essa moça e o amigo se casaram, deixando a amiga louca, pois amava o amigo. Então a amiga começa uma busca por vingança, a qual não pretende pôr fim. E assim começa a história...

Anna Rosa é uma garota nascida na Europa, que perdeu os pais muito nova e por isso foi morar no Brasil com seus três tios, Petrônio, Florindo e Fausto. Ela estuda em um internato só para garotas e tem várias amigas, mas seus "pais adotivos" são muito rígidos e preocupados com sua segurança, então Rosa, como a chamam, nunca teve a chance de sair, ir à uma festa ou mesmo á casa de uma amiga.

Porém, no dia de seu aniversário de 16 anos tudo muda. Suas amigas resolvem leva-lá escondida para uma festa fora da escola, onde ela se diverte muito e faz amizade com uma antiga conhecida nossa, a fabulosa Dj Cinderela. No final da festa, à mesma pede para Rosa deixar seu número de celular em uma lista, para poder avisá-la quando for tocar perto de onde a garota mora.

Depois de uma noite incrível e sem nenhum incidente, Rosa volta para o internato, onde seus tios à esperam, pois descobriram que ela havia mentido e acontece um pequeno conflito, resolvido rapidamente com desculpas, promessas e carinhos. 

Alguns dias depois, algo inesperado acontece: ela recebe uma mensagem de alguém, um garoto, o qual diz te-la conhecido e ficado encantado por ela.

Rosa primeiramente fica sem ação, mas aos poucos vai conversando e se abrindo com o garoto, Phil. Contudo, após ele ir viajar e os dois ficarem alguns dias sem se falar, ele subitamente diz que irá encontra-lá, durante o show de talentos da sua escola. Mas quem, ou melhor, o que ela encontra lá, pode deixá-la gravemente ferida, ou até mesmo mata-lá.

Ficou confusa a minha introdução?! Haha, eu não queria contar o início da história, então achei essa uma forma original e um pouco incomum de começar a resenhar para vocês. Sim, o livro conta a história da "Bela Adormecida", de uma maneira diferente e atual. Ele é bem fofinho e rápido, dá tranquilamente para ler em uma manhã de domingo (como eu por acaso fiz).

Achei muito engraçado os nomes dos tios dela, primeiramente eu pensei que eram todos de flores, haha, mas eles são meio da... natureza. Enfim, eles são hiper-mega-protetores e um segredo de Rosa. Ela não desconfia de quase nada, até já lhe "contaram" a verdade, mas a menina não percebe nada estranho nem tira muitas conclusões próprias. Você precisa de mais ação garota!

O fato mais assustador, creio eu, é que ela simplesmente conversa com um total e completo estranho por mensagens! Tá bem, ele não é do mau -spoilerzinho-, mas SANTO DEUS QUEM FAZ ISSO?! Não ensinaram para ela que o cara poderia ser um pedófilo, ladrão, psicopata e por aí vai?! Isso realmente me deixou muito indignada, apesar de me fazer acreditar e até mesmo desejar, que aconteça algum dia (é sonhar demais, pois é, olha as coisas que os livros fazem com a nossa cabeça). Contraditório, eu sei.

Vale a pena ler sim, preferencialmente em momentos "menininha" e de ócio, apesar da forma como tudo se encaixa perfeitamente e o final é previsível. Mas, afinal, quem não gosta de algo típico de vez em quando? Acho muito bom ter alguma coisa sempre dando certo. 

Não deixem de comentar lindos, beijo, beijo ;*

Nota:   

Título Original: The one

Série: A Seleção (Livro 3)

Autor(a): Kiera Cass

Editora: Seguinte

Número de Páginas: 352

Ano: 2014


Sinopse: America era a candidata mais improvável da Seleção: se inscreveu por insistência da mãe e aceitou participar da competição só para se afastar de Aspen, um garoto que partira seu coração. Ao conhecer melhor o príncipe, porém, surgiu uma amizade que logo se transformou em algo mais… No entanto, toda vez que Maxon parecia estar certo de que escolheria America, algum obstáculo fazia os dois se afastarem.
Um desses obstáculos era Aspen, que passou a ocupar o posto de guarda no palácio e estava decidido a reconquistar a namorada. Em encontros proibidos, ele a reconfortava em meio àquele mundo de luxos e rivalidades. Com essas idas e vindas, America perdeu um pouco de espaço no coração do príncipe, lugar que foi prontamente ocupado por outra concorrente. Para completar, o rei odiava America e a considerava a pior opção para o filho. Assim, tentava sabotar a relação dos dois, inventando mentiras e colocando a garota em prova a todo instante.
Agora, para conseguir o que deseja, America precisa cortar os laços com Aspen, conquistar o povo de Illéa e conseguir novos aliados políticos. Mas tudo pode sair do controle quando ela começa a questionar o sistema de castas e a estratégia usada para lidar com os ataques rebeldes.


O que eu achei do livro: não foi exatamente como eu esperava (na verdade, nem sei o que eu esperava direito), mas ainda assim ótimo. Logo no início, America acha que está em desvantagem com relação as outras garotas, pois pensa que todas "já foram mais longe" com Maxon. Ela está errada e então, tenta seduzi-lo, usando um vestido vulgar, sim minha gente vulgar. Até eu fiquei com vergonha pela America, mas Maxon percebeu suas intenções e não deixou que nada acontecesse, ao menos daquele jeito.  
Enfim, contei isso para não ficarem muito chocados, porque eu fiquei, haha, aquela não era a America. O livro é muito bom e sim, para satisfazer logo a curiosidade, ele termina como a maioria das pessoas espera. Ao longo da história, acontecem 4 mortes relevantes. Agora outro assunto importante é: não odeiem a Celeste. Sério, só leiam e deixem a Kiera mudar a opinião de vocês sobre ela.
Durante o livro, várias revelações acontecem, tipo muitas mesmo. Dá para saber direitinho a verdadeira face de cada um. Em especial, tem um segredo, muito segredatástico, mas achei que ele não foi bem trabalhado ao longo da trilogia, por isso não fiquei muito surpresa quando ele foi revelado.
E o final... dava para chorar. Você sabia que as coisas iram ficar bem, mas tinha toda aquela emoção, amor (reprimido?) e medo do desconhecido... Não ficou com um desfecho muito original, mas certamente foi avassalador e vai deixar saudades, mega-saudades. Até me dá um nó na garganta pensar que não veremos mais America e seus cabelos ruivos em outro título. O lance agora é esperar por um conto novo da Kiera,  chamado "The Queen (A Rainha)", que falará sobre a mãe de Maxon, Amberly e também por novas séries/livros como "The Siren".
Abraços com lágrimas nos olhos. 

Nota: 

Bom dia estrelas! Tudo bem? Bem, com a minha mais recente parceria, com a Artes e Oficios, ganhei uns livrinhos e gostaria de mostrar para vocês! São eles em ordem: Três Cidades Perto do Céu, Passagem Pela Índia e Beowulf! Simplesmente amei! Nem tirei do plástico ainda, pois não quero que estraguem.
Eles também foram muito gentis e me mandaram alguns marcadores, então como um pequeno extra agora eu sortearei o marcador de "Sabe o que Joana Sabe" junto com os outros! É o do gatinho laranja abaixo, bem fofo!



Não liguem para as minhas fotos totalmente anti-profissionais, tá? Fiquei muito feliz com todos os livros e vai sair resenha para vocês, viu (tipo, depois que eu ler os 28731 livros da biblioteca, hahaha)?! Estou ansiosa para ler todos!
Beijão, LC :3

Boa tarde! Como estão, docinhos? Queria uma coisa um pouco diferente para falar sobre no Top de hoje (já notaram que eu quero sempre uma coisa diferente? Haha), então estava pensando em algo que eu gostasse muito, além dos livros em si. Por sorte me veio um insight, ha: animais. Adoro animais, bem, quase todos, os vertebrados principalmente. Tenho um cachorro lindo e bagunceiro chamado Sirius, já contei pra vocês? E por isso, o assunto de hoje serão os próprios.
Conheçam portanto, meus bichinhos literários favoritos! Ah, a maioria não é desse mundo (feliz ou infelizmente?).



Saphira - O Ciclo da Herança
Ter um dragão? Incrível. Ter um dragão que pode ler seus pensamentos e se sentir como você se sente (apesar de ficar esporadicamente bêbado)? Super-hiper-mega incrível. Saphira, a dragoa do Eragon é tudo isso e muito mais! Além de ser de uma cor azul-royal linda, ela em si é um amor, sempre preocupada com seu "Cavaleiro". Ainda não desisti da ideia de ter um.




Arco-Íris - Percy Jackson e os
Olimpianos
Tem animal mais querido que esse hipocampo? E vamos e convenhamos, lindo também! Que cores são essas, gente? Eu também quero um cavalo-marinho-gigante-brilhoso (principalmente se vier com o Percy ou o Tyson de brinde, rs).


Aslam - As Crônicas de Nárnia
Vai dizer que não dá vontade de abraçar esse leão? Além de ser literalmente magnífico, é corajoso, bom e justo. Fiquei muito triste quando ele teve que se sacrificar... ademais, deve ser uma maravilha montar em um leão fofo assim!


Gato de Chesire/Risonho - Alice no País das Maravilhas
Não sei se prefiro a versão do desenho ou esta do filme, só sei que adoro esse gato, com suas frases enigmáticas e é claro, sorrisos. No filme, o bichano é apaixonado pelo chapéu do Chapeleiro Maluco. E qual das versões do gatinho aqui vocês preferem?


Edwiges - Harry Potter
Chega pro lado Harry, porque a estrela da vez aqui é seu correio. Edwiges, a coruja mais amada de 10 entre 10 potterheads, deixou muitas saudades, e não poderia deixar de estar aqui, assim como sempre acompanhou seu dono.



Gostaram gente? Agora é a vez de vocês, me digam quais são seus "bichinhos" literários favoritos!

Um super abraço \o/