Nome: Loucamente Sua


Autor(a): Rachel Gibson


Editora: Jardim dos Livros


Ano: 2012


Número de Páginas: 344




Sinopse: De volta à sua cidadezinha para atender ao funeral do seu padrasto Henry, a bela cabeleireira Delaney é surpreendida com uma cláusula do testamento dele: se quiser receber a sua herança, ela deverá permanecer um ano inteiro na cidade e não ter "contato sexual" algum com o bad boy Nick, filho bastardo de Henry. Acontece que, dez anos antes, ela e Nick viveram uma paixão, e embora ele seja um mulherengo incorrigível, a proximidade de ambos reacende a antiga chama. Será Delaney capaz de resistir ao motoqueiro de conversa fiada?


O que eu achei do livro: amei. Nunca tinha lido nada da Rachel Gibson, na verdade nem sabia quem ela era, apenas li a sinopse e pensei "hm, já que não tenho nada para ler agora, esse serve".

Mal comecei e não pude mais largar o e-book (vida de leitor pobre é isso gente), os personagens me cativaram com suas histórias, na maioria, complicadas e acontecimentos hilários.
O livro é engraçado e irreverente. Não é um romance (muito) clichê, por isso você irá sempre ficar curioso durante a leitura, nunca tendo certeza do que vai acontecer a seguir. Eu achei o final meio sem graça, mas como a história é boa, resolvi fingir que estava tudo bem e nem era tão mau assim.
Não tinha certeza de seu gênero, então fui pesquisar e acabei confirmando que era chick-lit, razoavelmente fiel ao estereótipo e muito bem escrita. Mal posso esperar para ler "Simplesmente Irresistível", outro romance da Rachel com o mesmo estilo, promete ser igualmente encantador.
Leiam esse livro, não irão se arrepender, e depois me contem 0 que acharam, falou?
Até loguinho o/



Nota:     

Oi pessoal! Tudo bem com todos?
Como usualmente, eu não tinha muita noção de qual booktrailer postaria hoje, então fui no Youtube procurar alguma coisa interessante. E achei.
O vídeo de hoje é "Brilho", da autora Amy Kathleen Ryan, que já vem me chamando a atenção desde seu lançamento.

             

Deixei carregar e apertei o play. Quando acabou, a única coisa que eu conseguia pensar era como seria viver enclausurado em uma nave, a vários quilômetros de qualquer coisa a não ser o vazio infinito, sem nunca poder sair ou ter poder para tomar decisões.
Bem, definitivamente, o livro entrou para a minha lista de desejados, e só posso esperar que corresponda a todas as expectativas (criadas contra a minha vontade, como sempre).
Bom feriado, beijos! 

Boa tarde pessoas maravilhosas! Dia adorável como sempre?
Tá, vou logo esclarecer o fato de eu estar tão feliz: farei minha primeira "Caixinha de Correio"! Meus livros da Ler chegaram ontem pela manhã, ou seja, minhas primeiras cortesias de uma editora (até uma quantia desnecessária, quanto vou ter tempo de ler tudo isso? Hahaha).






Agora um close, de alguns que me chamaram mais a atenção:



       

Adoráveis, não? Fiquei muito agradecida e acho que especifiquei bem isso no meu e-mail de confirmação do recebimento dos livros, haha. Bem, pode demorar um pouco, pois minha lista de leitura anda maior do que o Vade Mecum, mas vai sair resenha para vocês, Ok?! Só para antecipar, "As Pimentas Sussurrantes" é infantil, mas é lindo, lindo! Amei, assim como "As Filhas do Rei", que acabei devorando ontem, morta de curiosidade.
Abraços só um pouco sufocantes e até amanhã!


Livro: Branca de Neve e o Caçador


Autor(a): Lily BlakeEvan DaughertyJohn Lee HancockHossein Amini


Editora: Novo Conceito


Numero de Páginas: 23o


Ano: 2012





Sinopse: Há dez anos, a vingativa Rainha Ravenna assassinou o rei na mesma noite em que se casara com ele. No entanto, dominar o reino tornou-se um sofrimento para a Rainha. Para salvar seus poderes, ela deve devorar um coração puro, e Branca de Neve é a única pessoa com esse coração. A fim de capturá-la, Ravenna recorre ao Caçador, o único homem que já se aventurou pela Floresta Sombria e sobreviveu. Branca de Neve será morta pelo Caçador? Ou será treinada por ele e se tornará a melhor guerreira que o reino já conheceu?


O que eu achei do livro: Adoro contos de fadas clássicos reescritos e com Branca de Neve e o Caçador não foi diferente, ainda mais que agora eu estou numa mega-vibe Once Upon a Time. A história é bem diferente da original, mas nem por isso menos legal. Nela Branca de Neve se torna uma guerreira, para tentar tomar seu posto de rainha de volta, com a ajuda do Caçador, ou melhor, Eric.

O livro deixa a entender que os dois poderiam formar um casal, o que me fez shippar eles loucamente, quando o final é outro. Isso não se faz, então só avisando, tomem um pouquinho de cuidado.
Bem, se alguém se interessar e quiser olhar o filme também, eu acho que ele é bem fiel e a Kristen deu uma ótima Branca de Neve. Caso isso não tenha te convencido, o Chris Hemswhorth (o Thor) é o Caçador, ou seja, pode ir assistir nesse momento.
Eu desconhecia o fato de que o livro tinha 4 autores, e fiquei me perguntando como pôde ser tão bem escrito e as ideias deles não divergirem, sério. Leiam esse livro galera, vale a pena para quem está procurando uma história de aventura inconvencional e coragem.
Ah, deverá ser lançada uma sequência nos cinemas em 2015, onde eu espero que "as coisas se acertem", já outro livro é incerto, mas espero que saia também. 
Um bom fim de semana fofos e ótimas leituras!

Nota:     

Hello darlings!
Então, eu iria postar hoje a resenha de Névoa, mas como tive uma semana bem cheia, decidi mostrar uma coisa que já estava adiando faz um tempo e é mais fácil de escrever sobre: meus marcadores! 
Tá certo, eu não tenho muitos, por isso escolhi os meus favoritos, só uma apresentação rápida (nem pude editar as fotos, me desculpem pelos reflexos).

Os próprios. Aqui também pega um pouquinho da minha estante (tão vazia, coitadinha).


Adoro esses todos esses, principalmente o "Princesa do Gelo", fiquei muito a fim de ler, porque é tão linda aquela arte! Sei que o da Pérola pode parecer um pouco infantil, mas vai dizer que não é uma graça?


Meus marcadores "Top", haha. São os que eu mais amo, principalmente o do Harry Potter, eu vou guardar, para tipo, always. O do "Destrua Esse Diário" é muito importante para mim, já que não comprei o livro em si e acho lindo.

E aí, gostaram de conhecer um pouquinho mais das minhas coisas? Quem sabe outro dia eu faça um post com alguns livros em si, mas tenho meio que vergonha, porque não tenho nenhuma quantia extraordinária.
Ah, claro! Também quero deixar meio que pré avisado para vocês, que em junho pretendo fazer um sorteio de marcadores e mais algumas coisinhas. Será um sorteio pequeno, mas acho que é legal mesmo assim, então fiquem ligados!
Beijos docinhos, sonhem com o personagem principal mais maravilhoso que puderem :3

Bom dia leitores, como vão vocês?
Bem, estava pensando em arranjar um tema um pouquinho diferenciado para hoje e como não tinha certeza se vocês leem minha página do "Sobre Mim" (que eu fiz com taaaaaaanto carinho e dedicação, haha), decidi apresentar para vocês os meus ships ou OTP's favoritos. Lembrando, não estão em ordem de preferência, amo todos igualmente, ou seja, MUITO

Americxon - América e Maxon
Ainda não li "A Escolha", mas eu sou Team Maxon desde sempre, quem me acompanha à um tempo provavelmente já sabe. Além de ele ser um princípe, não apenas literalmente, o Aspen tá bem sem sal. Ah, eu gosto de fingir que não sei com quem a America vai ficar no final, então nada de spoilers nos comentários, por favor!




Jaimeenne - Jaime e Brienne
Esse é um dos meus hard shipping. Apesar de eles não serem oficialmente um casal nas Crônicas de Gelo e Fogo, há claras insinuações românticas entre eles nos livros. Ninguém vai me tirar da cabeça que os dois são absolutamente perfeitos um para o outro e eu sonho com o dia que verei eles juntos, apesar das crueldades do tio George. 





Rensey - Ren e Kelsey
Vocês talvez também saibam sobre o meu amor pela Saga do Tigre, e o amor que sinto pelo casal principal não e diferente. Ren é tipo, o sonho de qualquer rabanete garota, fofo, lindo, atencioso, preocupado, romântico, e por último mas não menos importante, um príncipe indiano (estou começando a ver um padrão?). Tá certo, a Kelsey teve um belo de um affair com o Kishan, mas vamos e convenhamos: todo mundo sabia que aquilo não ia durar.





Romione - Rony e Hermione
Sou uma potterhead de carteirinha, então, como deixar de fora um dos casais mais amados ever? O amor deles é verdadeiro e ao que a J.K. faz parecer, muito natural. É lindo como o Rony admira a Hermione e vice-versa, e adoro como ela é a "nerd" e ele o desajeitado. Lembrem-se: "Ela é minha namorada seus idiotas!".




Como eu sou uma pessoa muito romântica, sentimentalista, sonhadora, tenho muitos casais/pseudo casais amados e vivo numa indecisão sem fim, eu pus só 4 dos meus favoritos, mas tem outros que eu adoro aqui.
Então, alguém aí shippa o mesmo? Se sim, me avisa, iremos nos acabar em torcidas e lágrimas juntas!
Beijos, galera :*



Livro: Bela Maldade


Autora: Rebecca James


Editora: Intrínseca


Número de Páginas: 304


Ano: 2011





Sinopse: Após uma horrível tragédia que deixou sua família, antes perfeita, devastada, Katherine Patterson se muda para uma nova cidade e inicia uma nova vida em um tranquilo anonimato. Mas seu plano de viver solitária e discretamente se torna difícil quando ela conhece a linda e sociável Alice Parrie. Incapaz de resistir à atenção que Alice lhe dedica, Katherine fica encantada com aquele entusiasmo contagiante, e logo as duas começam uma intensa amizade. No entanto, conviver com Alice é complicado. Quando Katherine passa a conhecê-la melhor, percebe que, embora possa ser encantadora, a amiga também tem um lado sombrio. E, por vezes, cruel. Ao se perguntar se Alice é realmente o tipo de pessoa que deseja ter por perto, Katherine descobre mais uma coisa sobre a amiga: Alice não gosta de ser rejeitada...


O que eu achei do livro: inicialmente não me "acertei" muito com a história, mas ao longo que fui descobrindo certas coisas, o livro engrenou e eu gostei bastante. 

Ao contrario do que vai parecer, o livro não é um romance, e sim um suspense, então, já aviso por experiência própria, para não torcer demais pelo casal principal, porque daí vocês irão sofrer (sim, como eu sofri).
Acho que a personagem principal, Katie, foi um pouco estúpida no sentido geral, sempre confiando demais na Alice e se culpando por o que aconteceu com a sua irmã, quando isso não era verdade.
Adorei o jeito como a Rebecca escreve e se expressa, apesar de que ela volte ao passado, às vezes, sem mais nem menos. Espero que ela escreva outros livros tão bons quanto esse, só achando um motivo mais razoável para a Alice, ou qualquer que seja a próxima personagem, fazer o que ela fez.
Hiper-mega abraços e um ótimo findi \o/

Nota:     



Nome: Garota Replay

Autor(a): Tammy Luciano


Editora: Novo Conceito


Número de Páginas: 144


Ano: 2012




Oi pessoal! Tudo bem? Então, hoje irei fazer mais uma resenha a pedido de uma amiga do skoob (acho que de certa forma elas me induzem a escrever mais resenhas, haha).


Bom, Garota Replay é a história de Thizi, uma garota carioca, que certa noite vai à uma festa e lá encontra ela mesma. Sim, uma pessoa igualzinha, mas como a própria nota, de certa forma melhor, mais feliz, realizada, despreocupada.

Ela vai falar com a tal garota, e elas acabam por combinar um encontro, Thizi morrendo de curiosidade e assustada com o que aquela garota pode lhe revelar, como por exemplo, ser sua gêmea separada na maternidade.

Isso tudo ainda, depois de descobrir, por seu melhor amigo Tito (sim, ele virá a ser uma possibilidade amorosa), que seu namorado ficou bêbado, beijou outra garota numa boate e por isso levou um soco na cara do mesmo. Depois, saiu de carro com Gabiru, outro amigo, e como consequência, os dois sofreram um grave acidente de carro, responsável por deixar Gabiru em coma.

Bem, achei que ia ser um pouco mais difícil falar desse livro, pois não gostei muito dele. Acho que isso se dá principalmente ao fato de a explicação (absurda, na minha opinião) para a Thizi estar vendo outra dela. 

No geral a história é legal, um pouco clichê talvez, mas adoro essas histórias de melhores amigos que descobrem se amar "daquele jeito".

A Tammy escreve muito bem, o problema é que eu não me apeguei muito a história mesmo, vou esperar ela lançar outro livro e ver no que dá. Ela faz várias referências a atores/atrizes/bandas gringas, adorei isso, e também a capa tem uma arte e um desenho muito bonito, pirei total!
Beijos do LC ;3

Nota:    

Boa tarde babes! Como estão?
Então, como falei ontem, o booktrailer assim como o Top virou bimensal, mas a tag vai continuar sendo "booktrailerdasemana", para não confundir, e afinal, é mais prático, né?!
Ok, o vídeo de hoje é Karma Club, da Jéssica Brody, que faz muito sucesso lá fora!

           

Comprei esse livro quando estava em promoção na Saraiva, mas ainda não li. Agora vi o booktrailer e adorei, acho que será ainda melhor do que eu esperava!
Beijos c;

Boa tarde gente! Como estão? Então, uns dias atrás eu fui indicada pela minha querida parceira do Vida de Leitor para responder essa tag, chamada "Isso ou Aquilo" que tem 14 perguntas. Achei bem legal, espero que gostem tanto quanto eu!
Ah, vou indicar minha outra parceira, a Contra Capa, para responder, mas se alguns de vocês quiser responder também, fiquem à vontade ;D




1. Áudio book ou livro?

Livro, sem nem pestanejar. Acho que áudio books não proporcionam a mesma experiência que um livro traz, de envolvimento com a história e é mais fácil de não prestar atenção, portanto perder algum detalhe importante.

2. Capa dura ou capa mole?
Livros de capa dura são mais resistentes, com um toque vintage, mas os de capa mole são maioria e mais bonitos, e apesar de amassar/estragar mais fácil, são os que eu prefiro.

3. Ficção ou não ficção?

Ficção, com certeza, mas eu não tenho nada contra biografias ou algumas histórias baseadas em fatos reais.

4. Fantasia ou vida real?

Isso depende. Estou mais para fantasia, mas gosto também de histórias que pareçam ser reais, que fazem a gente acreditar que aquilo pode acontecer com você a qualquer momento, sabe?

5. Harry Potter ou Crepúsculo?

A Stephanie e os Twilighters que me desculpem, mas Crepúsculo não chega nem a os pés de Harry Potter. Não pelo fato de eu ser potterhead ou Crepúsculo uma história ruim, eu até gosto no geral, só que Harry Potter é Harry Potter. É a tia Rowling, que fez uma geração inteira acreditar em magia e desejar mais que tudo, receber uma carta de admissão em Hogwarts no seu décimo-primeiro aniversário. Então, O Menino que Sobreviveu.

6. E-book ou livro físico?

Qual estiver disponível. Não tenho nada contra e-book, acho de certa forma mais prático que livro físico, só parece as vezes que ler em e-book não tem a mesma "sensação" de ler um livro comum, falta o cheiro, toque e até mesmo a emoção.

7. Comprar ou pegar emprestado?

Hmm... olha, se eu pudesse compraria todos, teria o quarto mais abarrotado de livros possível, mas desde pequena fui levada em bibliotecas e ensinada que não deveria comprar se tivesse a oportunidade de ler de graça. Então, pegar emprestado, da biblioteca da escola, pública, do próprio bibliotecário, amigas, etc.

8. Livros únicos os séries?

Fico com as séries. Amo muito livros únicos também, mas as vezes eles são tão bons que deixam um vazio, que só é preenchido por uma coisa muito legal chamada "continuação". Claro que séries também acabam, mas demora mais tempo e sempre tem aquela expectativa do autor lançar outro livro (J.K. aguardamos seu anunciamento do 8° HP ansiosamente).

9. Livraria física ou online?

A que for mais barata, hahahaha. Não gente, olha, nada se compara à ir numa livraria, eu amo ir em livraria, olhar todos os lançamentos, pedir (na maior cara de pau) marcadores de página, acariciar os livros, ler um pouco, dar gritinhos de alegria. Mas ultimamente venho comprando pela internet, no submarino geralmente. Se ninguém nunca comprou passa lá qualquer hora dessas, os preços de são quase sempre mais baixos do que uma livraria normal. Também vale pegar as promoções da Saraiva.

10. Livro longo ou curto?

Livro médio. Não, sério. Quando o livro é muito curto parece que falta alguma coisa, que páginas foram arrancadas aleatoriamente, e a história está incompleta e quando é muito longo dá uma preguicinha, embora eu não deixe de ler por isso (!).

11. Drama ou ação?

Ação. Bem mais eletrizante, drama é meio chato, toda uma lenga-lenga, mas eu não acho ruim de todo.

12. Ler no seu canto ou tomando sol?

No meu canto, bem confortável, com uma roupa velha e um cobertor fofinho. Até por que não dá para ler no sol, dá muito reflexo, além de uma dor de cabeça.

13. Chocolate quente, chá ou café?

Chá ou chocolate quente, porque (pasmem!) eu não gosto de café. 

14. Ler resenha ou decidir por si?

Ok, vocês vão achar isso meio contraditório, mas eu prefiro decidir por mim. Isso, pelo simples fato de que, após eu ler a resenha eu não vou conseguir parar de pensar no que eu li e achar que a pessoa estava certa. Por exemplo, eu li no skoob uma resenha falando mal de A Seleção, dizendo que era uma coisa óbvia, sem graça e falando mal da América, e fiquei pensando naquilo até depois de eu ler, tipo "por que a pessoa pensou isso, eu gostei!", "Mas será que eu gostei mesmo, aquela pessoa falou que era ruim/bom, eu não deveria concordar com ela?". É essa sou eu.

Yay, feito! Adorei isso, tomara que tenham adorado também, abraços de urso ^^)



Nome: O Jogo da Morte


Autor(a): Ursula Poznanski


Editora: Galera Record


Número de Páginas: 406


Ano: 2013




Sinopse: Um misterioso jogo de computador se torna sensação entre os alunos de uma escola londrina. Mas as regras são extremamente rígidas. Cada pessoa tem apenas uma oportunidade e deve jogar sempre sozinha, não comentando com ninguém. Quem viola essas instruções ou deixa de cumprir suas missões é eliminado e não pode iniciar outro jogo. O mais estranho, no entanto, é que as missões são realizadas não no mundo virtual, e sim no real. Ficção e realidade se confundem de maneira intrigante neste thriller, best seller na Alemanha. 


O que eu achei do livro: pessoal, esse livro me deixou tão viciada quanto o próprio Erebos, o jogo tema da história.

Inicialmente eu não tinha gostado do estilo de escrita da Ursula, mas foi só por pouco tempo, depois eu já estava totalmente vidrada, quase deixei de estudar para química (que coincidentemente também é a matéria que Nick, o personagem principal, deixa pra trás ao começar o jogo). 
É um livro relativamente desconhecido (e também um pouco caro, mas eu consegui ele em ebook, então se alguém quiser pode me pedir que eu mando por e-mail, Ok?), mas é muito legal, além de intrigante.
Espero que tenham gostado, um bom fim de semana para todos vocês chuchus :3

Nota:     



Nome: A Estrela que Nunca vai se Apagar

Autor(a): Esther Earl com Lori e Wayne Earl


Editora: Intrínseca


Número de Páginas: 448


Ano: 2014




Bom dia, bom dia! Bem, eu levei realmente um bom tempo para organizar meus pensamentos e poder sequer falar sobre esse livro, então aqui vai: a resenha de A Estrela que Nunca Vai se Apagar.

Esther era uma adolescente de 12 anos alegre e cheia de vida, tinha 4 irmãos e vivia uma vida comum na França, até que, em certa aula de educação física, se sentiu muito mal e foi levada por seus pais ao médico. Este, então, a encaminhou para fazer alguns exames, suspeitando de algum problema respiratório. 

Mas, o que deveria ser uma pneumonia, se revelou como sendo algo muito mais grave: ela na verdade tinha câncer da tireoide, já em estágio avançado.

Agora, quem pensa que Esther sentou, chorou e se entregou logo naquela hora, está redondamente enganado. Ela viveu, aproveitou e combateu seu câncer, o mais que podia.

Ok, me deixem lutar contra as lágrimas um momento. Esse. É. O. Livro. Mais. Maravilhoso. E. Inspirador. E. Lindo. E. Emocinante. Que. Eu. Já. Li. Na. Minha. Vida. Ai, respira. 

Vou dar um conselho logo aqui no início. Leiam esse livro, gente. Leiam. Não é a toa que o John pegou inspiração com a Esther para escrever A Culpa é das Estrelas (mas não se enganem, a relação deles era muito mais que profissional, eles eram amigos), ela é a Hazel em pessoa e muito mais. 

É impossível não se admirar com o jeito de ser da Esther, a medida que você vai lendo o livro pensa: "nossa, como essa garota pode ser tão feliz e não reclamar da vida mesmo com câncer?" e perceber o quanto somos mal-agradecidos no geral. 

Não que a Esther fosse uma heroína (apesar de que para mim é), ela própria disse que era inadequado chamá-la desse jeito. Só que, muitas vezes quando ela ficava triste, cansada, pensava em desistir, continuou lutando contra sua doença.
Tudo isso, sem contar com seus blogs e canal do Youtube, onde ela ajudava, aconselhava e, sem saber, inspirava jovens de tudo o mundo com sua coragem e força de vontade. 

Qualquer um que tiver a chance, deve ler esse livro. Indique para sua mãe, pai, avô, amigo/a, tia, só não deixe ninguém perder essa maravilhosa história, dessa garota que agora é uma estrela (muito) brilhante lá no céu.

Nota:    ✰  

Oi, oi! Tudo? Antes de qualquer coisa, eu queria agradecer muito, muito à vocês leitores do meu blog, ontem foi a primeira vez que ele teve mais de 100 visitas em um dia! Sei que parece pouco, mais fiquei bastante feliz :D! 
Enfim, não sabia o que postaria hoje então fui dar um "passeiozinho" no Youtube, e me deparei com um vídeo que amei, certamente foi para a minha lista de leitura! Com vocês, Delírio, da Lauren Oliver!

                 

Ai, não é demais?! Tô doidinha para pedir para a biblioteca da minha escola comprar ler! Por falar nisso, algum querido visitante do LC (ha, o que acharam desse "apelido"?) já leu e gostaria de me contar o que achou? Beijo, beijo :*

Hello people! Estava meio difícil pensar em um tema para o Top de hoje, mas acabei me decidindo por apresentar/mostrar pra vocês meus livros favoritos de mistério/suspense! Alguém aí já tem uma pista de quais sejam?





O Chamado do Cuco - J.K. Rowling
Bem, bem, não sabia o que a J.K. escreveria depois de Harry Potter, sinceramente achava que ela escreveria só aquilo e *puf* mas engoli minhas palavras, J.K. continua sendo diva e a melhor escritora, na minha opinião.  
[resenha ~um pouco incompleta~ aqui]





O símbolo Perdido - Dan Brown
Dan, ah eu amo o Dan, para mim ele é o melhor no que faz. Adoro de todos os livros dele, exceto "Ponto de Impacto", mas acho que gostei um pouquinho mais de "O Símbolo Perdido". Não deixem de ler todas as aventuras de Robert Langdon, começando por Anjos e Demônios e seguindo a ordem ^^







Droga de Americana - Pedro Bandeira
Acho que é o último livro da "Turma dos Karas" (sim, é assim mesmo que se escreve), mas é meu favorito. Me surpreendi demais com o Pedro Bandeira, li toda a série e fiquei querendo mais. As histórias são incríveis, cheias de aventura e, é claro que não poderia faltar, um romancezinho básico.





O Cão dos Baskervilles - Sir Arthur Conan Doyle
Esse foi o primeiro livro do famoso detetive Sherlock Holmes que eu li, e gostei bastante, nem dá pra acreditar que foi escrito no comecinho do século XX. Recomendo que leia quem ainda não conhece nada do Arthur, e também é legal "O Vale do Terror".





Certamente ainda preciso ler um pouco de Agatha Christie e Stephen King, mas não se preocupem, "Sob a Redoma" que me aguarde lá na estante. E vocês, tem algum favorito desse genêro? Abraçoxxx :3

Hey pessoal o/ Vim anunciar (mais) uma nova parceria: com o blog Contra Capa, da Bianca Scherer! 

Sobre a Autora: Brasileira, 14 anos, romântica, viciada em livros, cavalos e doces, é só pisar em uma livraria que tudo ao meu redor some. Os livros me acompanham sempre, em qualquer lugar eles estão juntinhos comigo, parece até "Sempre ao seu lado". Desde pequena fui incentivada a ler e agora encontro nos livros amigos, pessoas que conseguem um sorriso meu mesmo que eu esteja muito triste e sempre conheço um personagem por quem eu me apaixono.

Sobre o Blog: Desde de pequena sempre gostei de ler, minha mãe me incentivava muito, devo à ela essa paixão que tenho pela leitura. Ela me deu a ideia de escrever resenhas e muito apoio, então, em 2013, me juntei a alguns amigos e criamos o primeiro blog literário no qual pude postar meus textos. Mas este não durou muito, e alguns problemas acabaram resultando no abandono do blog. Após isso resolvi criar meu próprio blog o Contra Capa, e desde então meu gosto pela escrita só tem aumentado!

Gente, não deixem de visitar, Ok? De tempos em tempos ela posta uma espécie de história/contos, que ela mesmo escreveu, chamada "Tempos em Londres" é  muito show. Claro, além das postagens normais, como playlists e resenhas de livros/filmes! 


Abraços para todos :*


Livro: Silêncio

Série: Hush Hush (Livro 3)

Autor(a): Becca Fitzpatrick

Editora: Intrínseca

Número de Páginas: 304

Ano: 2011



Boa tarde amados! Só para esclarecer: me atrasei com a postagem do "Livro da Semana", pois acontece que, eu estava na praia (um balneário minúsculo), onde não pega nem as mais remotas conexões de internet. Então, estou totalmente perdoada, né?

Sinopse: Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da mãe. Em meio a tudo isso, Nora é assombrada por constantes pensamentos com a cor preta, que surge em sua mente nos momentos mais improváveis e parece conversar com ela. Alucinações, visões de anjos, criaturas sobrenaturais. Aparentemente, nada disso tem a ver com sua antiga vida. A sensação é de que parte dela se perdeu. É então que o caminho de Nora cruza o de um sexy desconhecido, a quem ela se sente estranhamente ligada.

O que eu achei do livro: eu amei Hush Hush é amor! Exceto, veja bem, a amnésia de Nora. Esse caso nem foi um dos piores, mas eu tenho problemas com personagens que sofrem amnésia, fiquei complexada desde o Resgate do Tigre. Acho que os personagens nunca mais irão se lembrar de nada, vai ficar tudo uma bagunça, coisas assim. 
Ok, voltando ao assunto, comecei a pensar que o Patch nem é tão "durão" assim, o que me faz gostar mais (ainda) dele,  sou super fã do Scott, ele é um querido, espero que a Becca não faça ele se rebelar/virar vilão, e o que é essa capa linda de morrer? Ah, a relação entre Nora e Patch é muito fofa gente, dá dó só de pensar nos dois separados! 
Bem para terminar: uma pessoa morre, mas a gente fica feliz! Sim feliz, mega contente! Então, já dá pra imaginar quem é? Beijos, anjos ;)

Nota:    ✰